POR QUE A ONU ODEIA ISRAEL?

A Síria bombardeia civis com gás cloro, a China tortura dissidentes, a Venezuela restringe o acesso à comida e a Birmânia está engajada na limpeza étnica de uma minoria muçulmana. Então, naturalmente, o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas mostra a maior parte de sua indignação. . . Israel.

A embaixadora dos EUA na ONU Nikki Haley e sua equipe, a pedido dos britânicos e holandeses, passaram meses tentando convencer outros países europeus a não maltratar Israel. Mas quando os votos foram contados na sexta-feira, apenas os EUA e a Austrália votaram contra todas as resoluções anti-Israel. O conselho aprovou apenas uma resolução cada condenando os abusos norte-coreanos, iranianos e sírios.

A lição é que o conselho é um órgão corrupto que seria melhor ser abandonado pelos EUA. O governo Bush votou contra sua criação em 2006, mas o governo Obama aderiu em 2009. Haley disse em um comunicado na sexta-feira que os EUA podem se retirar, observando que as resoluções anti-Israel “deixam claro que a organização não tem credibilidade necessária”. ser um verdadeiro defensor dos direitos humanos ”. Ela está certa.

Conselho de Direitos Humanos da ONU: entre junho de 2006 e junho de 2016, o conselho adotou 135 resoluções criticando os países. 68 de 135 dessas resoluções visavam Israel.
Assembléia Geral das Nações Unidas: Entre 2012 e 2015, a Assembléia aprovou 97 resoluções. 83 das 97 resoluções visaram Israel.
UNESCO: Todos os anos, a UNESCO adota 10 resoluções criticando apenas Israel. Foi somente em 2013, sob pressão da ONG UN Watch, que eles adotaram uma resolução contra a Síria. Aparentemente, Israel é mais merecedor de condenação do que a Síria.

Mas Por que este ódio a Israel? Vamos a algumas respostas :

Começa com o ódio aos judeus pelos islâmicos. A religião muçulmana proíbe a igualdade entre muçulmanos e qualquer não-muçulmano. Mas reserva desprezo especial pelos judeus.
Os muçulmanos são numerosos na ONU. Há 56 países muçulmanos na Organização da Cooperação Islâmica na ONU.

Se você não acredita que os trilhões de dólares do petróleo bruto não aproveitado são usados ​​para promover causas islâmicas, conheço uma fada dos dentes que lhe venderá a ponte do Brooklyn com um bom desconto. Financiamento disponível.

Isso é trilhões com um “T”.
O resultado é que muitos árabes preferem viver sob uma ditadura árabe estrangeira em vez de uma democracia administrada pelos judeus. Por exemplo, quando a Jordânia administrou a “Cisjordânia” e o Egito, a Faixa de Gaza, não houve protestos palestinos, nenhum lançamento de pedras, nenhum ônibus explodido, nenhum atleta olímpico assassinado, nada. E farão qualquer coisa para apagar o Estado judeu, incluindo até coisas ilegais nas Nações Unidas.

Bons Negócios  !!                           Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply