TUDO QUE ESTA POR DE TRAZ DO INCÊNDIO E DOS PRÉDIOS INVADIDOS EM SÃO PAULO

Sim , foi uma tragedia no Paissandú , bombeiros , ate agora estimam em 29 mortes com 45 pessoas ainda por serem encontradas .

Todos nós paulistanos choramos , um incêndio que nos fez relembrar os edifícios  Andraus e Joelma , que pegaram fogo no final do seculo passado e traumatizou , com as mortes , todos os paulistanos para sempre

Mas o que esta por traz deste incêndio e das invasões a edifícios na capital paulista ?

Ate os donos de edifícios e o governo federal estão envolvido em mais essa falcatrua da esquerda , em um esquema milionário de fraudes !!

tentativa desesperada de resgate no Joelma

Sobre o incêndio de ontem vejam tudo neste link :

https://www.mercadosporpinchas.com/2018/05/01/predio-pega-fogo-e-desaba-em-sao-paulovideo/

Vamos ao esquema da esquerda de conseguir dinheiro do pobre analfabeto e do governo:

os recursos do programa Minha Casa Minha Vida ( MCMV ) começam , indiretamente , a alimentar a ocupação de terras em várias cidades do Brasil pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto ( MTST ) , o braço urbano do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ( MST ). A entidade , que ocupa terrenos vagos , já conseguiu cerca de R$ 89 milhões para construir cerca de 1.600 moradias em três estados : São Paulo , Pernambuco e Goiás . Segundo Zezito Alves da Silva , um dos coordenadores do movimento , também estão garantidos recursos para erguer 300 moradias em Roraima e mais 900 no Tocantins .

A possibilidade de conseguir moradia por meio do MTST tem feito aumentar a adesão de sem-tetos ao movimento . Segundo a própria entidade , são cerca de 40 mil famílias no país  — quase 20 mil apenas na Grande São Paulo .

A verba pleiteada pelo MTST é do MCMV-Entidades . O Ministério das Cidades habilita entidades sem fins lucrativos para pleitear recursos , e elas podem escolher os beneficiários . Por ser um movimento social , sem Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas ( CNPJ ) , o MTST não pode obter diretamente os recursos e utiliza associações habilitadas . Em Pernambuco , por exemplo , as verbas foram direcionadas para a Associação de Apoio aos Sem Teto e para a Associação Habitat para Humanidade .

Ou seja eles cobram do sem teto autorização de moradia , moradia esta oriunda de dinheiro dos pagadores de impostos no final da cadeia , entenda :

1) Dono de prédio que não consegue mais alugar suas unidades tem prejuízo para manter seu imóvel desocupado .
2) Ele convida uma ONG de sem-tetos para invadirem seu prédio que tem verba do governo .
3) Sem-tetos invadem prédio vazio e entram com pedido de usucapião .
4) Prefeitura declara prédio ” de interesse social ” e o desapropria mediante pagamento de indenização para o proprietário .
5) Proprietário entra na Justiça para revisar o valor da indenização e ganhar mais .
6) Sem-tetos vão ficando e transformam o prédio invadido em mafuá .
7) Corpo de Bombeiros vistoria o imóvel e decreta que ele não tem condições de moradia e que pode sofrer incêndio a qualquer momento . Desocupação é recomendada .
ONG de sem-tetos levanta liminar na Justiça para deixar moradores no prédio condenado .
9) Quando não pega fogo ou desaba , prédio é finalmente ” comprado ” pela Prefeitura , que o doa à ONG invasora por convite .
10) Indenização é paga ao antigo proprietário , que racha a bufunfa com a ONG .

Parabéns ! Você acaba de aprender como funciona a indústria das ocupações , que somente na região central de São Paulo já possui cerca de 150 prédios .

Os caras são tão vigaristas , mas tão vigaristas , que enfiam pessoas humildes num prédio que corre risco de desabamento , cobram aluguel de 400 por família e quando o prédio desaba , colocam a culpa no governo pela falta de moradia . É muita cara dura !!!

Bons Negócios  !!                                   Yochanan Pinchas 

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply