IRÁ NÃO APRENDE E AMEAÇA DESTRUIR ISRAEL COM SUAS FORÇAS NA SÍRIA

Em um discurso , o vice-comandante da Guarda Revolucionária do Irã (IRGC) se gabou de que o “exército islâmico na Síria” nas colinas de Golan estava aguardando ordens para erradicar o “regime maligno” de Israel.

Ele também disse que o grupo terrorista Hezbollah, apoiado por Teerã, tinha 100 mil mísseis contra Israel.

“Estamos criando poder no Líbano, porque queremos lutar contra o nosso inimigo de lá com toda a nossa força”, afirmou. “O Hezbollah hoje tem um tremendo poder no terreno que pode, por si só, quebrar o regime sionista. O regime sionista não tem profundidade defensiva estratégica ”.

“Hoje, um exército islâmico internacional foi formado na Síria e as vozes dos muçulmanos são ouvidas perto do Golã”, disse ele. “Ordens são esperadas, para que… a erradicação do regime maligno [Israel] caia e a vida deste regime termine para sempre. A vida do regime sionista nunca esteve em perigo como é agora ”.

Salami salientou que “o regime sionista constitui uma ameaça… para todo o mundo islâmico. Essa é a filosofia do estabelecimento desse regime ”.

Khomeini “espalhou a lógica de erradicar Israel como uma nova noção no discurso político do mundo”, disse Salami. “Desde então, o regime sionista é medroso, delirante e preocupado”.

Durante anos, Israel alertou sobre as tentativas do Irã de se entrincheirar na Síria, e vem travando uma campanha silenciosa para impedir Teerã de estabelecer uma nova frente em sua fronteira. Essa campanha veio à luz e se transformou em um conflito mais aberto em fevereiro, quando um drone iraniano transportando explosivos entrou brevemente no espaço aéreo israelense, antes de ser derrubado. Em resposta, Israel lançou um contra-ataque em uma base aérea na Síria, atingindo o centro de comando móvel do qual o drone foi pilotado e matando pelo menos sete membros do IRGC.

Teerã prometeu vingança após o ataque da base do exército T-4. Em 10 de maio, a Força de Quds do IRGC lançou 32 foguetes contra a linha defensiva de Israel na fronteira de Golan Heights. Quatro deles foram abatidos; o resto ficou aquém do território israelense.fonte:https://www.timesofisrael.com/top-iranian-general-forces-in-syria-lebanon-awaiting-orders-to-destroy-israel/

A ultima vez que atacaram da Síria , lançando 20 misseis contra nosso Golan , todas suas bases foram destruídas em 4 horas , eles não aprendem e estão prontos para levar outro pau histórico das Forças de Defesa de Israel .

Bons Negócios  !!

Be the first to comment

Leave a Reply