MILHARES DE ARGENTINOS, COM FOME, PROTESTAM EM BUENOS AIRES

Milhares de pessoas paralisaram nesta quarta-feira Buenos Aires com protestos e eventos de cozinha para exigir que o governo argentino ponha fim à austeridade econômica e declare estado de emergência em resposta à desnutrição em um país que está entre os principais exportadores agrícolas do mundo.

“Estamos perto de ser um país que produz alimentos para 400 milhões de pessoas e ainda sofre fome em seus bairros mais pobres, colocando em risco a paz social”, disse Daniel Menendez, chefe da Barrios de Pie, à EFE.

Durante a passeata, Menendez pediu ao presidente de direita Mauricio Macri que reconsidere suas políticas para que as pessoas “comam algo e comam em paz”.

“Tudo isso depende das políticas econômicas, depende de não piorar as condições atuais, e isso exige responsabilidade”, disse o ativista, pedindo controle de preços de produtos básicos e o desmantelamento do acordo do governo com o Fundo Monetário Internacional.

Em junho, o governo Macri negociou uma linha de crédito stand-by de US $ 50 bilhões com o FMI para reduzir quase a metade o valor do peso em relação ao dólar e o enfraquecimento da economia.

Dario Diaz, do sindicato CTEP, que também participou da passeata, disse que a linha de crédito do FMI deve ser usada para obras públicas e garantir a segurança alimentar para “pôr fim a essa austeridade brutal”.

Organizadores das mobilizações de quarta-feira disseram em um comunicado que se o governo não responder às suas demandas, eles participariam de uma greve geral planejada para 25 de setembro.fonte:http://www.laht.com/article.asp?ArticleId=2465063&CategoryId=14093&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+laht%2Fmailer+%28Latin+American+Herald+Tribune%29

Quando a fome aperta não existe direita ou esquerda , FMI ou Banco Mundial ! Macri ! Decrete Estado de Emergência e alimente nosso irmãos !!

Bons Negócios  !!

Be the first to comment

Leave a Reply