AS QUENTES DO DIA 26/11

1-  Responsável por indicar dois ministros do novo governo – Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Ricardo Vélez Rodrígues (Educação) – o filósofo Olavo de Carvalho rejeita o rótulo de ideólogo do presidente eleito, Jair Bolsonaro. “É lenda urbana”, disse. Em entrevista ao jornal O Estado De São Paulo, ele afirmou que há uma “dominação comunista” na educação brasileira e defendeu que seja feita uma “reunião de provas” sobre isso. Por isso, disse que é ingenuidade levar o projeto Escola Sem Partido para debate no Congresso. Para ele, “uma guerra cultural se vence no campo cultural”. Olavo, que há 13 anos mora nos Estados Unidos, criticou ainda a imprensa brasileira e falou que a eleição de Bolsonaro “tem de ser respeitada”. Depois de ter indicado os ministros da Educação e das Relações Exteriores, Olavo de Carvalho afirmou que o “estoque acabou”.

2-  A financeira XP Investimentos retomou os planos de abrir o capital, mas desta vez na bolsa de valores americana Nasdaq, segundo informa o jornal Valor. Depois de ter vendido uma fatia acionária para o Itaú, a XP está de olho nos sucessos dos IPOs das financeiras stone e PagSeguro, especializadas em pagamentos. O fundo de private equity General Atlantic, acionista da XP, é, segundo o jornal, o maior incentivador da ideia de ir à bolsa. O problema, para a XP, é que as ações de Stone e PagSeguro acumulam semanas de queda junto com todo o mercado acionário americano em razão de dúvidas sobre a sustentabilidade do crescimento econômico do país.

3-  Espera-se que a Cyber ​​Monday gere US $ 7,8 bilhões em vendas, um aumento de quase 18% em relação ao ano passado, o que faria dela o maior dia de compras on-line nos EUA, de acordo com a Adobe (NASDAQ: ADBE) Analytics. Isso é mais do que os US $ 6,2 bilhões em vendas online da Black Friday, que subiram quase 24% em relação ao ano passado. Algumas lojas começaram suas vendas na Cyber ​​Monday mais cedo. O Walmart (NYSE: WMT) e a Target (NYSE: TGT) lançaram descontos online no domingo, enquanto a Amazon (NASDAQ: AMZN) deixou que os membros Prime também tivessem uma vantagem inicial no domingo. A Adobe estima que o total de vendas on-line chegará a US $ 124,1 bilhões nesta temporada de festas, com 36 dias em novembro e outubro chegando a US $ 2 bilhões em vendas cada.

4-  Bitcoin sobe, recuperando-se depois de um fim de semana difícil, que viu os preços caírem ao seu nível mais baixo em mais de um ano. A moeda digital mais valiosa do mundo subiu em torno de 7,5%, para US $ 4.027,80. Ele caiu para o seu nível mais fraco desde 25 de setembro de 2017, a US $ 3.663,00 no domingo. Enquanto isso, outras grandes moedas virtuais  também subiram: XRP, a segunda maior criptomoeda do mundo por capitalização de mercado, foi negociada a US $ 0,37706, alta de aproximadamente 11% no dia , Ethereum, a terceira maior moeda, saltou quase 8%, para US $ 115,36. Outras grandes moedas digitais, como a Stellar, a Litecoin e a Cardano, também tiveram fortes ganhos, após terem caído drasticamente na semana passada.

5-  A Rússia bombardeou neste domingo posições dos rebeldes sírios – acusados de terem realizado, na véspera, um ataque com “gás tóxico” – na cidade de Aleppo, controlada pelo governo, que causou 100 casos de problemas respiratórios entre a população civil. “Os aviões da Força Aérea russa realizaram ataques”, anunciou o porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konashenkov, citado pela agência de notícias estatal Tass, acrescentando que “todos os alvos dos combatentes rebeldes foram destruídos”. Em um país destruído desde 2011 por uma guerra que já causou mais de 360 mil mortes, os rebeldes, assim como o regime de Bashar al-Assad, foram acusados em várias ocasiões de terem usado armas químicas, proibidas pelo direito internacional.

6-  Um grupo de parlamentares de partidos envolvidos nas investigações da Lava Jato pressiona o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a colocar em votação nas próximas semanas um projeto que altera as regras de execução penal no Brasil, afrouxando a punição a diversos crimes, incluindo os de colarinho branco. Integrantes do PP –partido que está entre os principais envolvidos no escândalo da Petrobras e que tem a terceira maior bancada na Câmara–, entre outros partidos, dizem ser essa uma das condições para o apoio à tentativa de reeleição de Rodrigo Maia na presidência da Câmara. Moro afirma que a proposta é problemática.

 

Bons Negócios  !!                                   Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply