AS 6 DO DIA 04/12

1-  A euforia com a trégua na guerra comercial entre Estados Unidos e China vista no mercado local no início da manhã se mostrou pontual. A alta da bolsa perdeu ímpeto com investidores considerando embolsar lucros após o índice tocar máxima recorde e um certo pé atrás com a situação comercial, que apesar de mostrar avanços, está longe de ser resolvida. Para o contribuidor TC e analista da Empiricus, Christian Lupinacci, o fluxo comprador na bolsa diminui com o Ibovespa na região de 90 mil pontos. Isso pode disparar mais realizações ao longo da semana, mas ainda não ameaça o cenário de alta do mercado local.

2-  Hoje teremos dados de inflação do IPC de novembro e IPC-S, que podem movimentar os mercados. Fique de olho na reunião da Vale com investidores em Nova Iorque.

3-  O Supremo Tribunal Federal julga hoje mais um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Desde que foi condenado em segunda instância no processo do tríplex, o que o levou a ser preso no dia 7 de abril deste ano, a defesa de Lula já tentou obter a liberdade em cinco ocasiões. A Segunda Turma do Supremo avaliará um recurso que contesta a imparcialidade do ex-juiz Sergio Moro nos processos da Lava Jato que ele conduziu na Justiça Federal no Paraná. O fato de Moro ter aceitado o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para ser ministro da Justiça, é o argumento da defesa de Lula. Os advogados querem anular o processo do tríplex, suspender seus efeitos e conseguir a liberdade do ex-presidente.

4-  A Receita Federal pretende apertar o cerco sobre os contribuintes que compram e vendem criptomoedas, como o bitcoin. O órgão deve publicar em breve uma instrução para obrigar as “exchanges” –como são conhecidas as corretoras que negociam moedas digitais– a prestar informações sobre todas as operações de compra e venda feitas no Brasil.

5-  As ações europeias foram negociadas em território negativo na manhã de terça-feira, quando os investidores começaram a questionar se a trégua acordada entre os Estados Unidos e a China em sua disputa comercial levaria a um acordo de longo prazo. Futuros em Wall Street apontam para uma abertura em queda com investidores digerindo a euforia e percebendo que temos um longo período de 3 meses ate EUA e China entrarem ou não em acordo . Na Asia a bolsa japonesa caiu forte mas as chinesas fecharam em território positivo .

6-  O Ministério do Trabalho será mesmo extinto e suas atribuições serão divididas entre os ministérios da Economia, da Justiça e da Cidadania. A informação é do futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS). Ele confirmou também que o governo Bolsonaro terá 22 ministérios. Também de acordo com Onyx, a articulação política do Palácio do Planalto com o Congresso Nacional ficará inteiramente sob responsabilidade da sua pasta, a Casa Civil.

 

Bons Negócios  !!                                          Yochanan Pinchas 

Be the first to comment

Leave a Reply