AS 6 DO DIA 28/12

1- O índice de referência da B3 operou volátil na quinta-feira, em meio à baixa liquidez do fim do ano e sem suporte de Wall Street, onde os índices americanos registravam queda após o rali de compras de barganha da véspera. Apesar da disparada das bolsas americanas ontem, o cenário internacional continua muito conturbado, com o governo americano paralisado por um impasse no orçamento, petróleo em patamares baixos e temores de desaceleração global. Nos próximos dias, o investidor deve voltar a sua atenção ao cenário local, com a posse de Jair Bolsonaro como presidente da República, em 1º de janeiro. As primeiras palavras do novo presidente e de sua equipe econômica já empossada podem trazer os sinais tão aguardados sobre a condução de políticas caras ao mercado, como o ajuste fiscal. Hoje o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, reiterou o compromisso do próximo governo com o ajuste fiscal que, como alertamos há dias, será fundamental para blindar bolsa, câmbio e juros das oscilações externas, que tendem a piorar com menor crescimento global e juros mais elevados nas principais economias do mundo. 

2- Entre os indicadores de hoje teremos IGP-M da FGV às 08h00, taxa de desemprego brasileira divulgada pelo IBGE às 09h00. Além da agenda, foque em notícias do novo governo e, principalmente, nas negociações entre Estados Unidos e China, que devem retomar conversas sobre a guerra comercial mês que vem, segundo a mídia internacional. 

3- A Polícia Civil do Espírito Santo diz ter indícios de que o assassinato do ex-senador e ex-governador do estado Gerson Camata (MDB) foi um crime premeditado. Ex-assessor de Camata, Marcos Venicio Moreira Andrade, 66, confessou ter sido o autor do disparo que o matou, mas negou que tenha premeditado a ação. Ele afirmou que atirou após ter sido hostilizado por ele. “Eu fui conversar com ele numa boa”, disse.

4- A cinco dias de entregar o comando do país para Bolsonaro, o atual presidente da República, Michel Temer (MDB), publicou um decreto que institui o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, programa que prevê uma série de metas para reduzir a violência no país. O plano tem como meta reduzir em 3,5% o número de homicídios por ano.

5- As contas públicas registraram em novembro déficit primário de R$ 16,2 bilhões, o que representa o terceiro pior resultado para o mês da série histórica iniciada em 1997. A informação foi divulgada hoje pelo Tesouro Nacional.

6- As bolsas Europeias e Asiáticas operam em alta , com exceção da Japonesa que caiu nesta sexta-feira . Futuros Americanos apontam para uma ligeira alta em dia que a volatilidade reinara em Wall Street.

Bons Negócios !! Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply