AS QUENTES DO DIA 28/12

1- O Ibovepa fechou em alta de 0,38% a 85.460 pontos. O volume foi de R$8,07 bilhões. Alguns papéis se destacaram pontualmente, movidos pelo fluxo de notícias corporativo. Entre eles a Eletrobras, que deve leiloar amanhã a Ceal, distribuidora deficitária de Alagoas, e o setor de construtoras, que avançou com a sanção presidencial, sem vetos, da lei dos distratos imobiliários. Na outra ponta, Suzano e Gerdau, mais expostas à demanda externa e às flutuações do câmbio, lideraram as perdas. 

2- “Comprei Fleury. O valuation está bastante descontado e o papel está com boa margem de segurança. Considerando uma melhora na economia, projeto um crescimento de EBIT de mais de 20% para o ano que vem, já que, além do aumento da demanda, deverá ocorrer redução do capex da empresa, conforme, inclusive, afirmado na audiência dos resultados do terceiro trimestre de 2018.” Gustavo Trivelato (@gutrivelato)

3- O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), vai analisar as decisões tomadas nos últimos 60 dias da gestão Michel Temer e pode revisar algumas medidas. Cada ministério deverá elencar nos primeiros 10 dias do futuro governo as políticas prioritárias de cada uma de suas áreas de atuação.

4- Chega ao Brasil hoje o premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, que participará da cerimônia de posse de Bolsonaro. É a primeira vez desde a fundação do Estado de Israel (há 70 anos) que um primeiro-ministro do país vem ao Brasil. Nesta aproximação, Israel está de olho no vasto mercado brasileiro para a venda de tecnologia, em especial na área de segurança, que é o maior item de exportação israelense e do qual o Brasil já é um grande comprador.

5- Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e autor de transações financeiras atípicas apontadas pelo Coaf, tem uma doença grave e será obrigado a passar por uma cirurgia em caráter de urgência, segundo relatou o Ministério Público do Rio. O ex-funcionário do filho mais velho de Jair Bolsonaro (PSL) é investigado pelo órgão devido a saques e depósitos que somam R$ 1,2 milhão no período de um ano –as transações foram mapeadas em relatório produzido pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Queiroz disse em entrevista anteontem que é um “cara de negócios” e declarou que o volume de dinheiro vem da compra a venda de carros.

6- O governo indiano restringiu as regras de investimento estrangeiro para os varejistas de comércio eletrônico, causando um grande impacto na Amazon (AMZN) e Walmart (WMT). O Ministério do Comércio e Indústria informou em comunicado que proibirá os varejistas online de vender produtos fabricados ou comercializados por empresas nas quais tenham participação acionária.
 As mudanças também impedem os varejistas on-line de firmar parcerias exclusivas com um vendedor. As alterações entrarão em vigor em 1º de fevereiro. “Estamos avaliando a circular no momento”, disse um porta-voz da Amazon. A Flipkart, que pertence ao Walmart, não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

7- O grupo de construção francês Vinci disse na quinta-feira que pagará £ 2,9 bilhões (US $ 3,7 bilhões) por uma participação de 50,1% no aeroporto de Gatwick, em Londres.
 Gatwick, que foi forçado a suspender os vôos antes do Natal por causa de avistamentos de drones, é o oitavo aeroporto mais movimentado da Europa. Na Grã-Bretanha, apenas Heathrow lida com mais passageiros.

Bons Negócios !! Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply