AS 6 DO DIA 09/01

1-

A China e os EUA estenderam as negociações comerciais para um terceiro dia não programado na quarta-feira, em meio a sinais de progresso em questões como a compra de commodities agrícolas e de energia dos EUA e o aumento do acesso aos mercados da China. “As negociações da China parecem promissoras”, disse George Gero, analista de metais preciosos da RBC Wealth Management, em Nova York, em sua nota diária. “Então, inevitável recuo do ouro hoje, como o dólar também melhorou e assim fez o mercado de ações.” A notícia impulsionou o sentimento dos investidores e elevou os estoques asiáticos, já que a maioria dos principais mercados ganhou mais de 1% na quarta-feira. Enquanto isso, o ouro do refúgio seguro viu alguns obstáculos hoje em meio a uma recuperação gradual dos ativos de risco. Futuros dos EUA apontam para uma abertura em alta assim como as Europeias no meio do dia .

2- O investidor deverá ficar atento à ata da última reunião do Federal Reserve, com pistas sobre o futuro dos juros nos Estados Unidos. Para completar a agenda, dados de atividade na Europa, como balança comercial na Alemanha e taxa de desemprego na zona do euro, podem trazer novos elementos às análises de desaceleração da economia mundial neste ano.

3- A demora do governo a respeito de anúncios envolvendo a reforma da Previdência parecia ter contaminado o mercado brasileiro, que oscilou bastante na terça-feira sem firmar tendência única. O índice Bovespa operou perto da estabilidade durante boa parte do pregão, com volumes abaixo da média e volatilidade alta nas ações mais líquidas do índice, as chamadas blue chips. Na reta final, no entanto, o Ibovespa consolidou alta de 0,36% e atingiu patamar inédito de fechamento aos 92.031 pontos. Minutos antes, o mercado repercutiu a informação de que o presidente Jair Bolsonaro verá a proposta da reforma da Previdência e decidirá o caminho a seguir no início da semana que vem, segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Mais cedo, os investidores ouviram Joaquim Levy, que assumiu o BNDES nesta terça-feira, dizer que o governo tem interesse em privatizar a Eletrobras. Os papéis ON da estatal elétrica reagiram com alta de 5,10%, contribuindo na ponta positiva do Ibovespa.

4- As ações de varejistas e de empresas ligadas ao consumo interno, sensíveis ao rumo da taxa básica de juros pelo efeito do crédito na economia, exibiram ganhos. B2W ON, Lojas Renner ON e GPA PN se destacaram na ponta positiva da bolsa. Isso porque o indicador de produção industrial, que veio mais fraco que o previsto em novembro, sugeriu um ritmo de atividade econômica ainda lento, o que eleva a perspectiva de que a taxa Selic permanecerá inalterada em 6,50% ao longo do ano. Quanto menor o juro, maior o estímulo ao crédito e, logo, ao consumo. Os juros futuros recuaram: o contrato com vencimento em janeiro de 2020 caiu para 6,575%.

5- E o Ceará continua contabilizando as consequências da onda de violência que assola o estado há quase uma semana. Um dos grupos que sofreu prejuízos é o dos pequenos produtores que lutam contra os efeitos da seca cearense. Cerca de cem kits de irrigação que estavam em um depósito do Dnocs em Marco (a 223 km de Fortaleza) foram incendiados. O prejuízo é de R$ 4 mi. Pelo menos cem famílias que receberiam o benefício foram prejudicadas.

6- No cenário internacional, o destaque é o pronunciamento feito pelo presidente americano Donald Trump à nação na noite de ontem. Ele deixou claro que não moveu um centímetro sua posição de manter o governo federal paralisado enquanto os democratas não aprovarem medidas que contemplem dinheiro para financiar o muro que ele quer construir na fronteira com o México. Os democratas responderam imediatamente após o pronunciamento. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, afirmou que o presidente não deveria manter a população americana “refém” e que “deveria parar de fabricar uma crise e deveria reabrir o governo”.

Bons Negócios !!________________ Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply