BRASILEIRA NA ANTÁRTIDA MANDA RECADO ÀS MULHERES

DANCO ISLAND, ANTÁRTICA – A diferença entre conhecimento e ação em questões como mudança climática só pode ser superada com novas lideranças que dão visibilidade às mulheres, Natalie Unterstell, ao movimento Agora do Brasil e membro da expedição Homeward Bound de 80 mulheres profissionais para Antártida, disse à EFE.

“Precisamos de uma representação compatível com nossos desafios … e para isso a questão da visibilidade é de vital importância. Como lidar com esse problema de sub-representação reconhecida ”e para as mulheres“ não ter medo de participar da política, porque é realmente a parte mais visível das sociedades ”, disse Unterstell no sábado.

O ex-negociador brasileiro da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática conversou com a EFE no 12o dia da expedição à Antártica, um programa australiano apoiado pela empresa espanhola Acciona, que busca impulsionar a liderança feminina e a visibilidade das mulheres em questões globais.

Unterstell, que observou que nas legislaturas em todo o mundo as mulheres detêm em média 10% dos assentos, considera urgente que as mulheres construam uma “estratégia de visibilidade, não apenas na política, mas em todos os campos” para lidar com o mundo. crise de liderança.

“Temos muitos problemas globais como a mudança climática e temos todas as informações necessárias para a ação, mas a ação não está acontecendo. Há uma lacuna entre informação e ação e isso só pode ser superado com liderança e não temos liderança real hoje no mundo ”, disse o especialista em políticas públicas e questões ambientais.

Unterstell fez seus comentários na Ilha Danco da Antártida, na parte sul do Canal Errera, na costa oeste de Graham Land e um dos pontos visitados pela expedição Homeward Bound, que partiu em 31 de dezembro do extremo sul da Argentina. porto de Ushuaia.

A turnê vai durar até 19 de janeiro e um de seus membros é a costarriquense Christiana Figueres, uma das principais líderes na luta contra as mudanças climáticas e em favor do empoderamento das mulheres.

A Homeward Bound, com o apoio da Acciona, uma empresa global de infra-estrutura e energia renovável, é uma iniciativa global para mulheres nos campos STEMM (ciência, tecnologia, engenharia, matemática e medicina) com o objetivo de aumentar a visibilidade feminina como líderes em questões globais. importar.fonte:http://www.laht.com/article.asp?ArticleId=2473135&CategoryId=13936&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+laht%2Fmailer+%28Latin+American+Herald+Tribune%29

Bons Negócios !!

Be the first to comment

Leave a Reply