AS QUENTES DO DIA 28/01

1- Depois de dois terríveis anos, as ações da GE subiram impressionantes 21% até agora em 2019. O rali reflete as esperanças de que, sob o novo CEO Larry Culp, a GE finalmente tenha virado a esquina.
 Mas a campanha publicitária será difícil de cumprir quando a GE reportar resultados na quinta-feira. GE Power continua sangrando dinheiro. As minas terrestres continuam a espreitar na GE Capital. E isso está além das investigações da SEC e do Departamento de Justiça.

2- A Polícia Federal prendeu o ex-governador do Paraná Beto Richa, do PSDB. O Ministério Público afirma que ele tentou atrapalhar investigações. No despacho que determinou a prisão, o juiz federal Paulo Sérgio Ribeiro afirmou que Richa, ao longo dos dois mandatos como governador, desenvolveu parceria ilícita com empresas de pedágio para beneficiá-las em troca de dinheiro. Beto Richa, do PSDB, foi governador do Paraná de 2011 a 2018. De acordo com as investigações, mais de R$ 2,5 milhões em dinheiro vivo foram usados para comprar três imóveis em nome de uma empresa que pertence à mulher e a dois filhos de Richa. Segundo os procuradores, na escritura, os imóveis eram registrados com um valor menor do que fato tinha sido acertado. A diferença era paga em espécie para esconder a origem dos recursos.

3- As ações caíram na Ásia, o petróleo recuou e a aversão ao risco ganhou um impulso extra com o aumento na demanda por títulos do Tesouro americano, o iene japonês e o ouro. O mercado adotou um tom de cautela mesmo após o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciar o final temporário da paralisação do governo americano e do Banco Central do Povo da China liberar até US$37 bilhões por meio de uma redução nos compulsórios bancários. O iuan tocou sua máxima ante o dólar americano desde julho, antes da viagem do vice premiê Liu He a Washington para negociações comerciais na parte final da semana.

4- O índice VIX disparou com receio sobre os comentários que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, deve fazer na quarta-feira, quando a autarquia divulgar sua decisão de taxa de juros. O país também divulgará dados do PIB nesta semana. A libra recuou à espera da votação no Parlamento britânico de mais uma peça legislativa com emendas ao acordo para o Brexit. O investidor também está de olho na divulgação de resultados do quarto trimestre das americanas Apple, Microsoft, Facebook e Tesla, assim como da chinesa Alibaba e da sul-coreana Samsung nesta semana.

5- Um grupo des 136 militares de Israel chegaram a Minas Gerais na noite deste domingo para ajudar nas buscas por sobreviventes em Brumadinho. O avião pousou no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), recepcionou o grupo na pista do aeroporto. A tropa vai seguir para Brumadinho, onde vai ajudar nas buscas por vítimas do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, da Vale. Os trabalhos devem começar na manhã desta segunda-feira.

6- O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou no Twitter que Israel reconhece a “nova liderança” na Venezuela. “Israel se junta aos Estados Unidos, Canadá, a maioria dos países da América Latina e países da Europa no reconhecimento da nova liderança na Venezuela”, escreveu ele em sua rede social. O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino do país durante manifestações pela renúncia de Nicolás Maduro. Desde então, Guaidó foi reconhecido por diversos países, inclusive o Brasil.

7- Sobreviventes e delegações de vários países lembraram neste domingo em Auschwitz-Birkenau o 74º aniversário da libertação deste campo de concentração, onde os historiadores estimam que mais de um milhão de pessoas foram assassinadas. Os atos começaram com uma oferenda de flores no local do antigo campo de extermínio. Durante o ato, vários ex-prisioneiros compartilharam suas experiências com os presentes, para depois se unirem em uma oração em memória das vítimas. Entre os presentes em Auschwitz-Birkenau esteve o primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki.

Bons Negócios !!___________________Yochanan Pinchas



Be the first to comment

Leave a Reply