AS 6 DO DIA 05/02

1- O Ibovespa dá sequência ao rali de janeiro, amparado por novidades a respeito da reforma da Previdência que endossam a perspectiva de um ajuste fiscal severo, capaz de amenizar a trajetória explosiva das contas públicas. Circulou no mercado a informação obtida pelo Broadcast de que a proposta de emenda constitucional para a reforma da Previdência prevê idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres, após um período de transição, além de elevar o tempo mínimo de contribuição de 15 anos para 20 anos. O texto final da proposta será apreciado por Jair Bolsonaro e o governo deve enviá-lo ao Congresso neste mês. Isso ajudou o índice Bovespa a superar os ruídos da eleição tumultuada no Senado Federal e fechar em alta de 0,74%, pelo quinto pregão seguido, marcando nova máxima histórica de fechamento a 98.588 pontos. Mesmo com aliados do governo nas presidências da Câmara e do Senado, analistas advertem para certa volatilidade nos mercados em fevereiro, entre o debate político das reformas e as incertezas no cenário internacional. O banco americano JPMorgan vê 80% de chance de aprovação da reforma da Previdência.

2- As novidades sobre a reforma da Previdência repercutiram nos juros futuros, que desaceleraram a alta nos prêmios de risco apurada ao longo da sessão. O contrato com vencimento em janeiro de 2020, por exemplo, ficou quase estável a 6,375%. A subida dos juros refletiu o comportamento do dólar, em linha com a alta global da moeda americana. Nesta semana, o Banco Central brasileiro atualiza o patamar do juro básico do País, a taxa Selic, na quarta-feira, e a projeção majoritária é de manutenção do patamar atual de 6,50% ao ano. O Boletim Focus do BC, que reúne as estimativas de analistas de mercado, cortou a previsão para a Selic de 2019 de 7,00% para 6,50%, mantendo a expectativa para 2020 em 8%. A reunião de dois dias do Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom, começa na terça-feira, quando também serão conhecidos novos dados da economia brasileira, como números de serviços, vendas dos supermercados e produção de veículos. A agenda internacional, por sua vez, traz indicadores também de serviços na zona do euro e nos Estados Unidos.

3- Está prevista alterações no Código Penal relativas à legítima defesa. A nova redação permite que agentes de segurança que venham a matar pessoas para prevenir agressão contra si ou evitar o risco de agressão a reféns possam ser considerados como legítima defesa. Moro, porém, diz que “não existe licença para matar”. “Quem afirma isso está equivocado, não leu o projeto”, disse. O ministro também negou que a legislação proposta autorize o “abate de suspeito”.

4- Depois de sofrer uma parada intestinal no sábado, o presidente Jair Bolsonaro continuará na unidade de tratamentos semi-intensivos do hospital Albert Einstein, em São Paulo, até pelo menos a próxima segunda-feira (11/02), segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Bolsonaro está internado há uma semana, após ter sido submetido a uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia que levava desde que sofreu um atentado à faca em setembro, durante a campanha eleitoral. A previsão inicial era de que o presidente recebesse alta na quarta-feira (06/02). De acordo com o boletim médico desta segunda-feira, Bolsonaro teve febre na noite de domingo (37,3 °C) e apresentou alteração de alguns exames laboratoriais. O presidente “foi submetido à punção guiada por ultrassonografia e permanece com dreno no local. Está no momento sem dor, afebril, em jejum oral, com sonda nasogástrica e nutrição parenteral exclusiva. Já apresenta movimentos intestinais e teve dois episódios de evacuação. Segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular no quarto”, diz o boletim. As visitas ainda estão restritas, por ordem médica. Somente a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um de seus filhos, acompanham o presidente, que também está impedido de falar. Bolsonaro continuará despachando do gabinete improvisado pelo Palácio do Planalto ao lado do quarto em que se encontra.

5- Oposicionistas e alguns economistas argumentam que, antes de endurecer as regras para aposentadoria, é necessário cobrar os devedores da Previdência Social. Em uma das frentes, o governo quer classificar e criar mecanismos de combate aos chamados devedores contumazes, empresas que desenvolvem esquemas de blindagem e estratégias para não pagarem tributos como uma forma de planejamento financeiro. Os calotes previdenciários, na maior parte de empresas, estão em trajetória de crescimento. A parcela relacionada a débitos de Previdência na Dívida Ativa da União subiu 14% no último ano e fechou 2018 em R$ 491,2 bilhões. Saiba como funcionaria essa proposta para os devedores. A questão está em pauta porque, na tarde de segunda (4), vazou para a imprensa uma versão preliminar da reforma da Previdência. Ela traz uma série de mudanças no sistema de aposentadoria, entre elas o aumento da idade mínima, que passa a ser de 65 anos tanto para homens quanto para mulheres, e o tempo de contribuição, que passa a ser de 40 anos para aposentadoria integral.

6- As bolsas de valores da Europa atingem, neste momento, a maior alta em dois meses , na esperança de que a economia da zona do euro possa estar se recuperando após uma forte desaceleração no final do ano passado. O índice de gerentes de compras compostos da IHS Markit para a zona do euro subiu pela primeira vez em quatro meses em janeiro, com uma leitura de índice de 51 que indica que a economia ainda estava em modo de expansão no início do ano. Os responsáveis pelos ataques são os bancos bombardeados da Itália, que estão sob pressão há meses, enquanto o país entra em recessão, ameaçando aumentar sua montanha de dívidas incobráveis. Embora não haja um gatilho claro nas notícias de hoje, tem havido especulações de que o recente colapso do pequeno credor regional Carige poderia acelerar a consolidação do setor. As bolsas Asiáticas , com exceção da Japonesa , fecharam em alta , com Shaghai liderando com alta expressiva. Na america os futuros apontam para uma abertura em alta.

Bons Negócios !!___________________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply