AS QUENTES DO DIA 28/02

1- “Mesmo se o balanço de Petrobras vier ruim, não acredito em muito derretimento das ações por conta do momento atual.”
Marcelo de Carlis (@mdecarlis)

2- O Ibovespa cedeu ao campo das perdas, em linha com as desvalorizações das bolsas internacionais, em pregão de desempenhos opostos de Vale e Petrobras, duas de suas principais blue chips – como são chamadas as ações mais líquidas do índice Bovespa. O papel da mineradora encerrou em queda de 0,78%, se firmando em baixa após a agência de risco Moody’s rebaixar o rating de longo prazo da companhia, retirando-a do grau de investimento, em um movimento já esperado, segundo traders. Na outra ponta, os papéis da Petrobras subiram 1,88% antes da divulgação dos resultados trimestrais e sob grande expectativa quanto à reunião do Conselho Nacional de Política Energética, hoje, que tem na pauta o acordo de cessão onerosa entre a União e a estatal. Ainda no lado dos ganhos, quem puxou a fila no Ibovespa foi a RD, com valorização de 7,47%, a maior desde novembro de 2014, após anunciar a compra da Onofre na véspera. Para os analistas do Credit Suisse, as ações da empresa estão caras frente aos desafios do setor ao longo deste ano.

3- As ações da RD subiram mais de 7% depois que a rede de farmácias Raia Drogasil anunciou que comprou a rede de farmácias Onofre, controlada pela americana CVS no Brasil. As conversas entre as duas companhias começaram poucos dias antes do Natal, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. A CVS chegou a oferecer a rede para companhias brasileiras.

4- O novo aeroporto de Istambul não precisa de financiamento adicional e a Turkish Airlines não será parceira do consórcio aeroportuário, disse à Reuters o presidente do grupo de aeroportos Limak Holding. O projeto de US $ 12 bilhões do aeroporto foi declarado aberto em outubro pelo presidente Tayyip Erdogan, mas sua operação completa foi adiada várias vezes, a mais recente entre 7 e 7 de abril. O presidente da Limak Holding, Nihat Ozdemir, disse que o consórcio não está procurando novos parceiros para o aeroporto depois que um dos parceiros do consórcio, Kolin Insaat, anunciou esta semana que estava transferindo suas ações para os demais sócios. Ozdemir também disse que o consórcio atualmente está pagando juros sobre um empréstimo de 4,5 bilhões de euros e começará a fazer pagamentos do principal do empréstimo assim que o aeroporto for aberto.

5- Pela primeira vez na história recente, a sabatina do presidente do Banco Central não se tornou um bate-boca entre senadores sobre questões que de fato fazem parte das diretrizes da autoridade monetária. A ressalva ficou por conta de juros no cartão de crédito, da concentração e da concorrência bancária. Com a Selic no menor patamar da série (6,5% ao ano), inflação sob controle, estoque alto de reservas internacionais (US$ 378 bilhões) e dívida externa baixa, o economista Roberto Campos Neto foi aprovado por unanimidade pelos senadores da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, que fizeram questão de ressaltar o trabalho de seu avô, o ex-ministro e economista Roberto Campos.

6- A montadora britânica de luxo Aston Martin divulgou um lucro ajustado antes dos impostos de 68 milhões de libras (US $ 90 milhões) em 2018, uma queda de 7% em 2017, uma vez que continua investindo em uma série de novos modelos e uma segunda fábrica como parte de seu plano de recuperação. A montadora, que flutuou na Bolsa de Valores de Londres no ano passado, informou 136 milhões de libras de custos pontuais, devido à sua oferta pública inicial, empurrando-a para uma perda antes de impostos de 68 milhões de libras.

7- O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que se afastou de um acordo nuclear com Kim Jong-un por causa das exigências inaceitáveis do líder norte-coreano de suspender as punições norte-americanas. “Foi tudo sobre as sanções”, disse Trump em uma coletiva de imprensa depois que as negociações foram interrompidas. “Basicamente, eles queriam que as sanções fossem levantadas em sua totalidade, e nós não poderíamos fazer isso.”

8- A Petrobras registrou em 2018 lucro líquido de 25,8 bilhões de reais, configurando seu primeiro resultado positivo após uma série de quatro anos consecutivos de perdas que teve início com o escândalo investigado pela Operação Lava Jato em 2014, informou a companhia nesta quinta-feira. O avanço ocorre após a petroleira ter apresentado prejuízo líquido de 446 milhões de reais em 2017, segundo relatório financeiro da empresa. No ano, o resultado refletiu o maior lucro operacional e a melhora do resultado financeiro, resultante de menor despesa com juros originados pela redução do endividamento e de maiores receitas financeiros devido aos ganhos com a renegociação de dívidas do setor elétrico.

Bons Negócios !!_______________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply