CAMBIO 08/03

O euro sofreu uma baixa próxima de 21 meses contra o dólar na sexta-feira, prejudicado por uma série de sinais dovish do Banco Central Europeu, com o mercado de câmbio se preparando para mais volatilidade diante dos dados de emprego dos EUA no final do dia. O euro teve um grande impacto na quinta-feira, depois que o BCE recuou o cronograma do primeiro aumento da taxa de juros pós-crise para 2020, cortou suas previsões econômicas e lançou uma nova rodada de empréstimos bancários baratos. O relatório de empregos dos EUA em fevereiro, que será divulgado às 13h30 GMT, pode pressionar mais o euro em dificuldades. Economistas consultados pela Reuters esperam ver 180 mil empregos adicionados nos Estados Unidos no mês passado, após dois meses de crescimento vertiginoso. A economia dos EUA acrescentou 304.000 empregos em janeiro e 222.000 em dezembro.

No Brasil , o dólar futuro voltou a emplacar alta firme frente ao real, encerrando a quinta-feira cotado a R$3,877, na maior cotação de 2019, apagando quase toda a desvalorização acumulada no ano. Na máxima, chegou a valer R$3,909 em reflexo da alta da moeda americana em todo o mundo, frente a demais divisas emergentes e perante o euro, na esteira do BCE. Quando o Draghi fala o Euro cai pois o investidor não perdoa !

EUR/USD__________________________1,12025

GBP/USD__________________________1,30909

USD/BRL__________________________3,87653

USD/ILS___________________________3,62611

Bons Negócios !!______________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply