AS QUENTES DO DIA 15/03

“No fim do dia a coisa mais importante é o quão bom você é na gestão de risco.” 
– Paul Tudor Jones

1- Macau, o maior centro de apostas do mundo, estendeu as licenças de cassino para a MGM China e a SJM Holdings até 2022, colocando-as no mesmo patamar de outras operadoras, afirmaram autoridades do território chinês na sexta-feira. O governo de Macau disse que as licenças da MGM e da SJM, previstas para expirar em 2020, serão prorrogadas por mais dois anos, com as duas operadoras obrigadas a pagar uma taxa única de 200 milhões de patacas (US $ 25 milhões). As ações da MGM subiram 10%, enquanto as do SJM subiram mais de 5%, após retomar as negociações após o anúncio. As extensões de licença na única parte da China onde os cassinos são permitidos darão às autoridades mais tempo para considerar como diversificar a economia dependente do jogo. A expiração das licenças de cassino foi uma grande preocupação para investidores, executivos de empresas e analistas, já que o governo havia fornecido pouca informação até agora.

2- O mercado brasileiro reagiu ao cenário externo, sem perder de vista o desenrolar da reforma da Previdência após a instalação da Comissão de Constituição de Justiça na Câmara, com presidência de Felipe Francischini, do PSL. Enquanto o mercado aguarda novidades que possam impulsionar a bolsa, provocou algum estresse ao longo do dia matérias da mídia indicando desconforto do ministro da Economia, Paulo Guedes, frente à possibilidade de desidratação da proposta de mudança nas aposentadorias. Em paralelo, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que vai criar uma comissão especial de acompanhamento da reforma, o que tende a acelerar a tramitação da pauta naquela casa. Sensível ao tema, o índice Bovespa chegou a desacelerar perdas na reta final dos negócios, com ajuda da alta nas ações da Petrobras. Conforme apurou o TC News, funcionários da estatal petrolífera foram notificados da aplicação de um programa de incentivo ao desligamento voluntário para esse ano. Trata-se de mais um esforço por parte do diretor-presidente Roberto Castello Branco para proteger a estatal de possíveis flutuações indesejadas no preço do petróleo e reduzir uma folha inchada em meio a uma racionalização das suas operações sem precedentes. A Petrobras negou a oferta de PDV e disse que isso ainda está em elaboração.

3- Braskem: A Braskem registrou um prejuízo líquido de R$179 milhões no quarto trimestre, revertendo o lucro líquido de R$313 milhões apurado em igual período em 2017.B3: A B3 divulgou que o volume financeiro médio diário no segmento Bovespa cresceu 29,5% em fevereiro na base anual, totalizando R$16,9 bilhões.Eneva: A Eneva anunciou que Jerson Kelman foi eleito como presidente do conselho de administração da companhia, em substituição a José Aurélio Drummond Jr., que ocupava o cargo interinamente, e passa a atuar como vice-presidente do conselho.Gafisa: A Gafisa alterou a data de divulgação dos resultados do quarto trimestre para 28 de março, após o fechamento do mercado.Latam: Latam corta investimento e ‘reforma’ aviões (Valor) Oi: A Oi, agora, é de 4 fundos estrangeiros (Valor)

4- As ações da boeing recuperaram-se levemente , mesmo , depois que o presidente Donald Trump anunciou a proibição dos EUA ao 737 Max 8 e Max 9, mas recuperou suas perdas no final do dia. O estoque foi pouco pré-mercado alterado na quinta-feira.
Vários outros países, incluindo Canadá, China e Reino Unido, aterrissaram os jatos, depois que um avião da companhia aérea etíope caiu no início da semana. É o segundo crash em menos de seis meses envolvendo o 737 Max 8. Apesar da recuperação , as ações da Boeing caíram 10% desde a queda, eliminando mais de US $ 25 bilhões do valor de mercado da empresa.
Aterra todos os 737 aviões Max poderia custar Boeing até US $ 5 bilhões ao longo de três meses, de acordo com estimativas de empresas de Wall Street Melius Research e Jefferies.

5- No início do ano passado, a Coca-Cola estabeleceu uma meta ambiciosa: coletar e reciclar o equivalente a cada garrafa ou vender até 2030. A empresa se comprometeu a fazer suas garrafas e latas de pelo menos 50% de material reciclado nos próximos 11 anos. Para fazer isso, a Coca-Cola (KO) precisa ser capaz de capturar materiais reciclados e usá-los para fazer novas embalagens
É um grande empreendimento, especialmente considerando que a empresa produziu mais de 3 milhões de toneladas de embalagens plásticas em 2017, de acordo com um novo relatório compilado pela Fundação Ellen MacArthur, que trabalha com empresas para reduzir o desperdício.
A Coca-Cola é uma das muitas empresas importantes que fizeram promessas abrangentes de sustentabilidade. Os compromissos de redução de resíduos são uma forma de as marcas mostrarem aos clientes, que estão cada vez mais preocupados com o meio ambiente, que se importam e compartilhar essa mensagem com os funcionários. Além disso, a reciclagem oferece às empresas uma maneira de assumir mais controle de suas cadeias de suprimentos e evitar mercados potencialmente voláteis de matérias-primas.

6- O maior banco da Suíça, o UBS, divulgou na sexta-feira um aumento de quase US $ 400 milhões em suas provisões contenciosas após uma decisão da corte francesa que deu uma multa de 4,5 bilhões de euros (US $ 5,09 bilhões) no mês passado. O UBS, que está apelando da decisão e disse esperar que um tribunal de apelação reverta a decisão anterior, em seu relatório anual mostrou um total de US $ 2,83 bilhões, acima dos US $ 2,45 bilhões inicialmente relatados para o final de 2018. As provisões de litígio adicionadas reduziram o lucro líquido do banco em 2018 para US $ 4,5 bilhões dos US $ 4,9 bilhões registrados no final de janeiro.

Bons Negócios !!__________________Yochanan Pinchas
 

Be the first to comment

Leave a Reply