AS 6 DO DIA 02/04

A vida é sobre criar impacto, não uma renda.
– Kevin Kruse

1- Sim, não estamos mais perto de uma solução Brexit agora do que estávamos há três meses. Como os legisladores do Reino Unido não conseguiram estabelecer uma opção majoritária durante o processo de votos indicativos durante a noite, o parlamento agora debaterá os próximos passos e uma longa extensão amanhã. Ao mesmo tempo, isso torna ainda mais provável um voto significativo (meio ou completo) no final desta semana, já que não há outras opções para lidar com o acordo de Theresa May. Então, o que poderia acontecer agora? Se o acordo de maio ainda não conseguir comandar a maioria no parlamento, há a perspectiva imediata de um não-acordo Brexit em 12 de abril. No entanto, o parlamento fará o que puder para impedir que isso aconteça, de modo que uma longa extensão parece mais provável do que isso. Uma longa extensão significaria que o Reino Unido participaria das eleições do Parlamento Europeu e manteria a porta aberta para uma série de resultados, incluindo a renegociação do acordo Brexit, um segundo referendo, uma eleição geral e potencialmente mais votações sobre o acordo de maio. Não teremos muitos detalhes concretos sobre o que acontece hoje, mas esperamos que a fábrica de rumores continue produzindo manchetes. O foco será novamente se May pode garantir a maioria para outra rodada de votos sobre o acordo ainda nesta semana, então espere que a libra reaja a notícias nessa frente. Bretões!! hora de chutar o bumbum desta mulher e divorciar de uma vez!!

2- Os mercados começaram abril com o pé direito. A bolsa subiu 0,67% e fechou pouco acima dos 96 mil pontos, inspirada pela cena externa a partir de números favoráveis da atividade chinesa. No melhor momento, o índice Bovespa chegou a marcar 96.751 pontos antes de perder fôlego ao longo do dia, pressionado pela queda de Petrobras, com investidores na expectativa pela construção política em torno da reforma da Previdência. Atento ao cronograma que prevê votação do texto na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara em 17 de abril, o mercado aguarda a ida do ministro da Economia, Paulo Guedes, à CCJ, na quarta-feira, além de monitorar o possível encontro do presidente Jair Bolsonaro com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na volta da viagem a Israel. Estrategistas veem o empenho de Maia e Guedes na articulação da base como relevantes para o curso da tramitação da pauta. A notícia de que o Ministério Público Federal entrou com recurso para reverter a soltura do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco – casado com a sogra de Maia – poderia ameaçar a calmaria da temperatura política, disseram operadores. Mas isso não impediu o primeiro pregão do mês favorável aos ativos brasileiros.

3- O otimismo no exterior acionou o apetite por ativos mais arriscados, como ações, e empurrou o dólar para baixo frente a demais moedas globais. Isso porque dados surpreendentemente positivos da China e dos Estados Unidos tranquilizaram investidores sobre a saúde da economia global neste início de segundo trimestre. Nos EUA, o indicador de atividade industrial ISM se expandiu em março, saindo do pior nível desde o fim de 2016. Já o índice de atividade da China, calculado pelo PMI Caixin/Markit, superou a marca de 50 pontos em março, o que significa expansão ante o mês anterior e, na visão de economistas do Credit Suisse, sugere que o pior já passou na economia chinesa. Investidores estarão de olho na terça-feira em dados de emprego e inflação na Zona do Euro, de pedidos de bens duráveis nos EUA e, à noite, em números do setor de serviços na China. Voltando à segunda-feira, o dólar futuro caiu 1,74% perante o real, encerrando cotado a R$3,859 na B3. Os juros futuros acompanharam a tendência e recuaram em bloco, diminuindo prêmios de risco. Por aqui, o Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, mostrou que os analistas reduziram a estimativa para o crescimento do PIB brasileiro neste ano para baixo dos 2% pela primeira vez. Assim, o investidor ficará de olho amanhã na divulgação da produção industrial brasileira.

4- No 2º dia da visita oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro participou nesta segunda-feira (1º) da cerimônia de condecoração dos militares israelenses que ajudaram no resgate de vítimas da tragédia em Brumadinho. A agenda presidencial começou com uma visita à unidade de contraterrorismo da polícia israelense. Em seguida, Bolsonaro seguiu para a homenagem aos integrantes do Exército de Israel que estiveram no Brasil.
Os militares israelenses foram condecorados com a insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, a mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros.

5- Os mercados acionários da Europa estavam em alta após o início do pregão na terça-feira, mas pareciam precisar de uma pausa para respirar depois de terem se recuperado fortemente na segunda-feira, em resposta às pesquisas encorajadoras de manufatura da China e dos EUA. Na asia o indice Nikkei ficou estavel(-0.02%) com o resto do continente fechando em alta. Os futuros americanos apontam para uma abertura estável . Depois de um forte rali , como o de ontem, é normal alguma tendencia a realização de lucros , e os fracos resultados de algumas empresas tecnológicas americanas ontem , podem ajudar esse caminho. Vamos aguardar!

6- Embaixadores de países árabes no Brasil pediram formalmente uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e com o chanceler Ernesto Araújo quando a comitiva brasileira voltar da visita a Israel.O pedido foi confirmado pelo embaixador palestino Ibrahim Alzeben, que foi convocado pela Autoridade Palestina após Bolsonaro anunciar hoje pela manhã a criação de um escritório brasileiro de negócios em Jerusalém.Em um gesto histórico e sob chuva, Bolsonaro visitou, no fim da manhã de hoje, o Muro das Lamentações, em Jerusalém, acompanhando do premiê israelense Benjamin Netanyahu. A visita durou cerca de 15 minutos. Esta é a primeira vez que um presidente brasileiro é acompanhado de uma autoridade israelense em visita ao local, considerado sagrado para a religião judaica. Representação de um país que nunca existiu existe ou existira, vamos dar ouvidos para a embaixada de Narnya ou Terra do nunca Também ??

Bons Negócios !!__________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply