AS QUENTES DO DIA 16/08 (BOLSONARO FALA SOBRE ABUSO DE AUTORIDADE)

“Errei em não deixar caixa para esse momento; vou esperar acalmar, com o pouco caixa que tenho, para comprar calls”
Mateus Bona (@bonatrader)

1- O Investing.com acaba de alcançar dois marcos importantes em seu crescimento nesta semana: entrou na prestigiosa lista dos 400 principais sites do mundo e o aplicativo para Android ultrapassou a incrível marca de 10 milhões de downloads. Na quarta-feira (15), o crescimento do acesso dos nossos usuários foi reconhecido pela Alexa, da gigante Amazon , com a classificação do Investing.com na posição 398 na lista dos principais sites do mundo. Do Google, a boa notícia veio da Play Store que registrou o download número 10.000.000 do nosso aplicativo para Android. “Nossos dois marcos, tanto o download do aplicativo e o tráfego do site combinam para mostrar um forte indicador do rápido crescimento do Investing.com e a demanda crescente entre usuários em todo o mundo por informações financeiras em tempo real. Entramos entre os 400 maiores sites do mundo apenas alguns meses após de termos alcançado o Alexa 500”, disse Mickey Winitsky, co-CEO do Investing.com. Fundado em 2007, o Investing.com tornou-se um dos três principais sites financeiros globais do mundo, com mais de 21 milhões de usuários mensais, mais de 180 milhões de sessões e 1,1 bilhão de pageviews. O site fornece dados em tempo real, cotações, gráficos e ferramentas financeiras de 250 bolsas de todo o mundo em 44 edições internacionais. Disponível em iOS e Android, o aplicativo Investing.com é o aplicativo de mercado financeiro com maior classificação no Google Play por cinco anos consecutivos. Oferece gratuitamente dados em tempo real sobre os mercados em todo o mundo, um calendário de eventos econômicos globais que podem ser personalizados, um portfólio para acompanhamento de investimentos, alertas customizáveis de preço e variação de ativos, notícias e análises e acesso a ferramentas financeiras. “É verdadeiramente fantástico alcançar 10 milhões de downloads em nosso aplicativo Android”, disse o co-CEO Shlomi Biger.

2- Nesta sexta-feira, é importante seguir atento aos movimentos entre chineses e americanos e indicadores da saúde da economia global. Nesse sentido, amanhã os EUA divulgam números da construção civil em julho e o Índice Michigan de percepção do consumidor e confiança do consumidor de agosto, enquanto a China informa dados de investimento estrangeiro direto do mês passado. Também será divulgado o relatório mensal da Opep. Por aqui, a FGV divulga dados de inflação medidos pelo IPC-S semanal. 

3- A delação do ex-ministro Antonio Palocci aponta uma sucessão de ilícitos e propinas, que chegam a R$ 333,59 milhões, supostamente arrecadadas e repassadas por empresas, bancos e indústrias a políticos e partidos nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Palocci fala em “organização criminosa” do partido e aponta situações relativas a um período de pelo menos 12 anos (2002-2014), informa reportagem de O Estado de S. Paulo. São 23 relatos do ex-ministro, que passam por grandes obras de infraestrutura, contratos fictícios, doações por meio de caixa dois a campanhas eleitorais, liberação de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e de créditos do Banco do Brasil, criação de fundos de investimentos, fusões e elaboração de medidas provisórias para favorecer conglomerados. Palocci fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal na Operação Lava Jato. Ele foi preso em setembro de 2016, na Operação Omertà, e condenado pelo então juiz Sergio Moro a 12 anos e dois meses de reclusão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Palocci saiu da prisão em novembro de 2018. Entre outros capítulos importantes, Palocci joga luz sobre a operação deflagrada pela Polícia Federal em 2009, a Castelo de Areia. Na ocasião, os investigadores puseram as mãos em documentos que indicavam repasses da empreiteira Camargo Correa a políticos, mas o caso foi arquivado pelo Superior Tribunal de Justiça sob argumento de que o início do inquérito teve base em denúncia anônima. Na delação, o ex-ministro dedica o Termo 6 para esmiuçar “o pagamento indevido de R$ 50 milhões, por parte do Grupo Camargo Corrêa, às campanhas do PT no pleito do ano de 2010 e para o qual concorrera a ex-presidente Dilma Rousseff, com objetivo de obter auxílio do governo federal na anulação da Castelo de Areia”. O PT diz que nada que Palocci diga tem credibilidade. “Ele negociou com a Polícia Federal, no âmbito da Lava Jato, um pacote de mentiras para escapar da cadeia e usufruir de dezenas de milhões em valores que haviam sido bloqueados”, afirma o partido.

4- O governo federal lançou nesta quinta-feira (15) um grupo para discutir a adoção de tecnologias digitais da chamada “Internet das Coisas” no campo. A “Câmara Agro 4.0” será encabeçada pelos ministérios da Agricultura (MAPA) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), mas contará com terá a participação de outros órgãos, de pesquisadores e de associações e empresas do setor no país. O anúncio foi realizado em cerimônia na sede do MCTIC, em Brasília.
O termo “Internet das Coisas” (IdC, ou IoTna sigla em inglês) vem sendo adotado nos últimos anos para designar um ecossistema em que não apenas pessoas estão conectadas por meios de seus computadores e smartphones, mas também dispositivos estão interligados entre si, com usuários e com sistemas complexos de coleta, processamento de dados e aplicações de diversos tipos.

5- O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que algumas autoridades praticam abuso, mas ressaltou que a decisão sobre vetar ou sancionar o projeto aprovado pelo Congresso será tomada de forma serena após ouvir ministros. “Os ministros vão dar cada um a sua opinião, sugestão de sanção ou alguns vetos e vamos tomar a decisão de forma bastante tranquila e serena”, disse Bolsonaro a jornalistas, em rápida entrevista coletiva após cerimônia em Brasília. Na noite de quarta-feira a Câmara dos Deputados aprovou projeto sobre abuso de autoridade que já tinha tramitado pelo Senado. O texto considera crime de abuso de autoridade as condutas praticadas com a finalidade específica de prejudicar outra pessoa ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro, assim como por mero capricho ou satisfação pessoal. Estão sujeitos a responderem pelo crime de abuso de autoridade servidores públicos e militares ou pessoas a eles equiparadas, membros do Legislativo, do Executivo, do Judiciário, do Ministério Público e dos tribunais ou conselhos de contas. “Tem autoridade que pratica abuso. Vocês estão vendo uma pessoa aqui… eu sou réu por apologia ao estupro. Alguém me viu dizendo que tinha que estuprar alguém no Brasil?” Para Bolsonaro, “existe abuso, somos seres humanos, mas a gente não pode cercear os trabalhos das instituições”. “A pessoa tem que ter responsabilidade quando faz algo que é dever… tem que fazer o que tem de ser feito de acordo com a lei e ponto final. “Bolsonaro voltou a demonstrar confiança na capacidade de seu filho para ocupar o cargo de embaixador nos Estados Unidos e disse que Eduardo está “namorando” o Senado em busca de apoio para ter seu nome aprovado para o posto em Washington.

6- A Caixa Econômica Federal vai devolver até dezembro metade dos 40 bilhões de reais que recebeu do governo federal nos últimos anos via Instrumentos Híbridos de Capital e Dívida (IHCD), disse o presidente-executivo do banco, Pedro Guimarães. Segundo o executivo, o conselho de administração do banco estatal aprovou nesta quinta-feira a devolução de 7,35 bilhões de reais, o que deve acontecer nas próximas semanas após aprovações regulatórias. Isso soma-se a outros três bilhões de reais já devolvidos neste ano. Os pagamentos serão feitos com o uso de lucros acumulados e excedente de capital. “É muito importante esse pagamento porque gera uma economia sensível de despesa financeira para gente”, disse Guimarães durante entrevista coletiva. Outros 10 bilhões de reais serão pagos até o final do ano, usando tanto lucros acumulados quanto o dinheiro levantado com a venda de ativos, disse à Reuters o vice-presidente de Riscos da Caixa, Alexandre Ywata.

Bons Negócios !!_____________________Yochanan Pinchas 

Be the first to comment

Leave a Reply