AS CURTAS DO DIA 03/09

“Futuros americanos estão caindo por conta da dificuldade dos EUA de marcar uma data para reunião com a China”
Nathan Meirelles (@nathanm)

1- As exportações de milho do Brasil dispararam em agosto, para um novo recorde mensal de 7,65 milhões de toneladas, elevando o total exportado para 23 milhões de toneladas, mais o dobro do dobro nos dois primeiros meses de 2018 (9) , 19 milhões de toneladas), acordo com dados divulgados pelo governo nesta segunda-feira. O crescimento de 170% nos embarques em agosto frente ao mesmo mês do ano passado ocorre na medida em que país escoa uma safra registra e conta com preços e dólar favoráveis ​​às vendas externas. O volume exportado em agosto pelo Brasil, segundo exportador global de milho atrás dos Estados Unidos, superou 6,32 milhões toneladas registradas em julho, que já foram registradas. Com uma safra gravada em cerca de 100 milhões de toneladas de milho, as exportações do Brasil devem ultrapassar 24 milhões de toneladas do ano passado, quando o país colhe menos milho por problemas climáticos. Quanto a soja , no acumulado do ano até agosto, segundo dados do governo brasileiro, os embarques de soja do maior exportador global atingiram 57,23 milhões de toneladas, caem 11,4% antes do mesmo período do ano passado. Além da peste suína, o Brasil conta com menor disponibilidade da oleaginosa, após uma quebra pela seca em alguns Estados, além da maior concorrência da Argentina, que estava embarcando mais fracos em 2018 pela menor oferta.

2- Em etanol, como exportações em agosto de 314,4 milhões de litros, alta de 30% na comparação anual, registrando o maior volume desde outubro de 2013, segundo dados compilados pela Reuters. Em julho, as vendas externas de etanol somaram 206,7 milhões de litros. Como exportar minério de ferro pelo Brasil em agosto, 30,11 milhões de toneladas, um retorno de 15,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado e 12% antes de julho, dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira. Em julho, os embarques de minério de ferro registrados registraram os maiores volumes desde outubro de 2018, após o Vale (SA: VALE3) retomar a produção em Brucutu, sua maior mina de Minas Gerais.

3- A Capes (agência voltada ao desenvolvimento da pós-graduação), ligada ao Ministério da Educação, chefiado por Abraham Weintraub, anunciou hoje o corte de mais 5.613 bolsas de mestrado e doutorado. Com a medida, nenhum novo pesquisador vai ser financiado neste ano. Trata-se do terceiro anúncio de retirada de bolsas em 2019. Nos oito meses de 2019, o governo de Jair Bolsonaro extinguiu 11.811 bolsas de pesquisa de mestrado e doutorado financiadas pela Capes, o equivalente a 12% do total financiado no início do ano. Segundo o governo, contudo, não haverá interrupção de pagamento a bolsistas com pesquisas em andamento. Com a medida, será economizado , em pesquisa , neste ano , R$ 37,8 milhões.

4- A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) deve votar, nesta quarta-feira (4), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, a Reforma da Previdência. O relator, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), apresenta a partir das 9h a complementação de seu voto inicial, lido na reunião do dia 28. Foram 376 emendas com sugestões de mudanças até a manhã desta segunda-feira (2), das quais mais de 200 estão sem parecer. O tumulto…

5- O governo brasileiro iniciou contatos com os demais países da região amazônica para tentar adiar a reunião marcada para discutir o desenvolvimento da região, marcada inicialmente para sexta-feira, disse nesta segunda-feira o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. A decisão foi tomada depois que o presidente Jair Bolsonaro foi informado por sua equipe médica de que terá que iniciar na sexta uma dieta líquida em preparação para a cirurgia que fará no domingo. O presidente terá que retirar uma hérnia surgida no local das cirurgias anteriores, feitas por causa da facada que levou durante a campanha eleitoral do ano passado.
De acordo com o porta-voz, existe ainda a possibilidade da reunião ser mantida, mas Bolsonaro enviar outra pessoa para representá-lo. Entretanto, “pela importância que o presidente dá ao tema”, ele prefere ir pessoalmente.

6- O governo brasileiro deu o primeiro sinal de preocupação quanto ao impacto da guerra comercial na atividade doméstica. A briga entre os EUA e a China, que ameaça se alastrar para outros países e regiões, está reduzindo a demanda por exportações brasileiras. O outro fator é a Argentina: funcionários do Ministério da Economia disseram que as vendas brasileiras para o país vizinho caíram 40% nos primeiros oito meses do ano. Hoje, a Fipe divulga a inflação na cidade de São Paulo para o mês de agosto. Às 09h00, o IBGE deve publicar dados da produção industrial de julho, com o mercado esperando queda na leitura anual. Nos EUA, serão publicados os dados da pesquisa ISM de compras industriais de agosto. Chile e Austrália podem cortar juros amanhã. Fique de olho no Congresso – especialmente sobre a Lei das Teles. 

7- Os mercados asiáticos terminaram misturados nos preços de fechamento mais recentes. O Shanghai Composite ganhou 0,21% e o Nikkei 225 subiu 0,02%. O Hang Seng perdeu 0,39%.
Hoje, os mercados europeus estão mais baixos, com as ações na França em grande parte. O CAC 40 caiu 0,38%, enquanto o DAX da Alemanha caiu 0,29% e o FTSE 100 de Londres caiu 0,26%.
  Os futuros de ações dos EUA apontaram para uma abertura acentuadamente mais baixa na terça-feira, com as preocupações com a mais recente escalada na guerra comercial EUA-China levando os investidores a ativos em refúgios.

Bons Negócios !!__________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply