OURO, PETRÓLEO E DÓLAR 19/09 (MARINHA SAUDITA JUNTA-SE A A COALIZÃO)

Volto as 11:00 e as 16:00 (Horário de Brasilia) para atualizar o preço do dólar

Os preços do ouro caíram na quinta-feira na Ásia, após a conclusão da reunião de política monetária de dois dias do Federal Reserve dos EUA.
A medida ocorreu depois que o Federal Reserve entregou um corte esperado nas taxas durante a noite. Foi o segundo corte de taxa em 2019, reduzindo as taxas em 25 pontos-base.
Apesar do corte, o presidente dos EUA, Donald Trump, twittou que o Fed fracassou e não foi longe o suficiente na redução das taxas de juros, expressando preocupações de que a guerra comercial em curso com a China e a desaceleração do crescimento econômico global continuem impactando a economia dos EUA.
“Jay Powell e o Federal Reserve falham novamente. Sem coragem, sem sentido, sem visão! Um péssimo comunicador! “, Twittou o presidente.
Ele já havia chamado taxas para irem a zero.
O Índice do Dólar Americano, que geralmente se move em direções opostas ao metal amarelo ganhou inicialmente após o anúncio do Fed, mas perdeu impulso logo depois e está sendo negociado atualmente no vermelho.
“Desde o início de setembro, o ouro mostrou pouco do charme que exibiu no trecho de junho a agosto, quando alcançou máximos de seis anos sem esforço e parecia em um momento pronto para atingir US $ 1.600”, disse Barani Krishnan, analista sênior de commodities da Investing.com.

A Arábia Saudita decidiu se juntar à coalizão de segurança marítima liderada pelos EUA, que visa garantir liberdade de navegação e passagem segura pelo Golfo Pérsico, informou a Agência de Imprensa Saudita na quarta-feira, dias após ataques a infra-estruturas vitais de petróleo no Reino.
No sábado, a instalação de Abqaiq e o campo de petróleo de Khurais na Arábia Saudita foram atingidos por ataques, que resultaram na suspensão temporária de 5,7 milhões de bpd da produção de petróleo bruto da Arábia Saudita, ou cerca de 5% do suprimento diário diário de petróleo.
A Arábia Saudita disse na terça-feira que o retorno à produção normal provavelmente levaria menos do que o temido, provocando uma queda maciça de 6% no preço do petróleo na manhã de terça-feira, apenas um dia após os preços terem subido mais em um dia já registrado.
Enquanto os sauditas lutam para restaurar o suprimento de petróleo o mais rápido possível e continuam a garantir aos compradores que receberiam todos os volumes solicitados, o Reino decidiu fazer parte oficialmente do Construto Internacional de Segurança Marítima. A coalizão foi iniciada pelos Estados Unidos após uma série de incidentes no Golfo Pérsico e seu ponto de estrangulamento vital no Estreito de Ormuz no início deste verão. O Reino Unido, a Austrália e o Bahrein aderiram à coalizão, antes da Arábia Saudita dizer hoje que também participaria.
“A decisão do Reino de participar é baseada em seu apoio declarado aos esforços regionais e internacionais para impedir ameaças à segurança marítima”, disse a Agência de Imprensa Saudita, citando uma autoridade do Ministério da Defesa da Arábia Saudita.

O iene subiu de uma baixa de sete semanas em relação ao dólar americano na quinta-feira, depois que o Banco do Japão manteve a política monetária em suspenso, após a decisão do Federal Reserve de cortar a taxa durante a noite.
Os bancos centrais de todo o mundo têm afrouxado a política para combater os riscos de baixa inflação e recessão.
O Fed cortou as taxas de juros pela segunda vez este ano na quarta-feira, com uma votação de 7 a 3. O corte na taxa era amplamente esperado, mas a votação por partes suscitou alguma preocupação em prever o futuro caminho da política monetária.
O presidente do Fed, Jerome Powell, descreveu as perspectivas dos EUA como “favoráveis” e a taxa de juros como “seguro”. Ele não descartou cortes futuros, mas suas observações não foram tão pavorosas quanto os mercados esperavam.
O euro subiu 0,1% em relação ao dólar, para 1,1045, enquanto a libra britânica foi pouco alterada em 1,2468.

No Brasil , o real apresentou o pior desempenho entre as emergentes. O dólar encerrou em alta contra o real na quarta-feira, na esteira da já esperada decisão do Federal Reserve de cortar os juros em 0,25 ponto percentual, com agentes do mercado agora voltando suas atenções para a decisão de política monetária do Banco Central do Brasil.
Mesmo com o corte de juros do Fed, o dólar foi fortalecido pela contínua falta de clareza das autoridades sobre a possibilidade de novas quedas na taxa de juros.

XAU/USD________1496,60______EUR/USD________1,10578

XAG/USD_________17,722______GBP/USD________1,24825

USOIL____________58,266______USD/BRL____ ___4,14371

UKOIL____________63,287______USD/ILS_________3,52777

COBRE___________2.61674____ EUR/CHF_________1,09728

Bons Negócios !!__________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply