PORQUE TENHO QUE REZAR TODOS OS DIAS SE MEU DESTINO ESTA SELADO NO ANO NOVO/DIA DO PERDÃO?

Não que eu seja preguiçoso , mas to rezando seis vezes por dia (Shacharit , Mincha , Arvit , Prece para dormir , Tikun Chatsot e agora Shelichot), ai tive que perguntar, afinal se sou julgado em Hosh Hashana e meu destino é selado em Yom Kippur por que rezo todo santo dia? Ou, se toda a nação pecar, D’us nos livre, e for decretado que o ano será sem chuvas, D’us nos livre, como uma Teshuva (arrependimento) coletiva pode mudar o decreto das chuvas? Ou se na decida pela corrente da causa e do efeito (hishtalshelut ilah v’alul) pode existir mutação no que foi decretado por D’us la no alto?

Uma das minhas lindas filhas foi taxativa : Pai , Hashem julga, e decide tudo que você vai ganhar no ano, em You Kippur, mas ele coloca no bolso , e você tem que ir la todos os dias pedir a diária …. mas que menina inteligente…que orgulho.

O Grande Mestre, Rabino Shimon Brand , explicou que “toda regra tem exceção e que através do arrependimento sincero , Hashem pode mudar o decreto pre estabelecido , muito mais raro e difícil , mas não impossível, e como não sabemos qual foi o decreto la em cima, temos que dar do nosso melhor e torcer por decretos favoráveis, portanto ai esta a importância de rezar todos os dias”. Muito Obrigado Grande Mestre Shimon Brand , quem seria eu sem você?

Pesquisei um pouquinho mais e achei algo no Kuntres Ummayan que partilho com vocês:

Hosh Hashana A opinião do Sábio

No entanto, os Sábios sustentam que a decisão sobre o sustento do homem é tomada completamente em Rosh Hashaná, incluindo todas as necessidades de sua família e de filhos, saúde e prosperidade.

Eles sustentam que o veredicto do homem é “selado” em Yom Kipur (Talmud ibid, 6a). Nesta opinião, todas as particularidades dos assuntos dos indivíduos durante o ano, a vida ou (o oposto) e todas as suas experiências são determinadas em Rosh Hashaná e Yom Kipur. Não podemos dizer então que a decisão não inclui a configuração que assume no mundo material, pois de outra forma qual é o significado da decisão final e da “vedação”?

O que significaria que todas as suas experiências são decididas? Devemos dizer que a beneficência alocada tem indicações da forma material que assumirá no mundo mundano.

Isso, no entanto, é um problema, pois o mundo de Asiyah não possui elementos comuns com o mundo de Atzilut. Portanto, como o chesed que flui para o malchut do Atzilut pode conter dimensão material?
Para isso, devemos nos voltar para a Torá Or (Vayera, discipula Patach Eliyahu), onde discute que maior do que a incomparabilidade de Asiyah para Atzilut é a incomparabilidade de Atzilut para a luz infinita, sua essência.

Agora, embora tenhamos notado acima que Atzilut é removido dos “mundos” de B’ya, ele também é um mundo, e contém os dez sefirot na forma de luzes e recipientes.

É verdade que é Divindade – é chamado Divindade e não “D’us”, o que indicaria “Essência”. Divindade, no entanto, significa apenas uma extensão de brilho.

Portanto, Atzilut pode conter os dez sefirot, e particularmente os “recipientes” que são entidades, o sefirat de chochmah ou chessed.

Por esse motivo, os dez sefirot de Atzilut são uma fonte para os sefirot de B’ya da maneira de hishtalshelut ilah v’alul, que possui aspectos comuns e são comparáveis entre si.

O hishtalshelut e a existência de chochmach de Asiya a partir de chochmach de Atzilut é semelhante ao ditado de nossos Sábios: “Não há grama abaixo que não tenha um Mazal acima que diz Cresça!” (Bereshit Rabah, 10). Nos planos sempre crescentes de transcendência, todas as características que a grama ou o fruto têm fisicamente, estão contidas no mazal espiritual em todos esses planos.
Agora, uma maçã física tem doçura física. Devemos então assumir que o poder vegetativo no solo também é doce? Obviamente, isso não pode ser dito sobre o mazal espiritual da maçã e os níveis sublimes, que são desprovidos de qualquer característica.

Mas, na verdade, as qualidades físicas, como sabores de doçura ou amargura, derivam de suas fontes nos atributos de chesed e gevurah. Embora esses atributos sejam espirituais, no entanto, através do histalshelut e do sistema de descida de níveis, eles se materializam, até que o chesed seja transformado em doçura.

É verdade que a doçura e o chesed são incomparavelmente distantes e não relacionados, mas eles têm qualidades em comum. Eles são da mesma ordem básica.

Espiritualmente, também existem formas notórias de “doçura”. O prazer no intelecto é uma forma de doçura, assim como o prazer na música, que está em um plano inferior ao intelecto. Assim, no decurso de decentes nomeados, a doçura física real surge.

Apesar que explicamos que, de acordo com os Sábios, o sustento do homem é determinado em Rosh Hashaná, e o sustento inclui todas as necessidades do homem em termos de filhos, saúde e prosperidade, mas eles concordam que também há um julgamento diário. por esse motivo, oramos diariamente: “Cure-nos” e “abençoe por nós”. O Talmud pergunta (Rosh Hashana): “De acordo com quem oramos hoje, pelos doentes e pelos fracos estudiosos da Torá? De acordo com R. Yosay.

A explicação é que, embora a benificência seja determinada em Rosh Hashaná e Yom Kipur, ela ainda está no estado de malchut de Atzilut e fica em Atzilut.

Segundo os Sábios, as decisões de Rosh Hashaná e Yom Kipur incluem os efeitos do Chesed; portanto, o julgamento diário subsequente sobre a implementação dessa decisão não é o começo de um julgamento.

Resumindo, No Atzilut existem dez Sefirot na forma de “Luz e Recipientes”. Chochmach de Asiyah comparado com chochmach de Atzilut é como doçura física ao chesed espiritual, mas o primeiro desce do último.

A beneficência que o homem concedido em Rosh Hashaná e Yom Kipur está no malchut de Atzilut, o malchut de Atzilut é radicalmente removido B’ya, vida e bem, morte e mal, O julgamento diário avalia a dignidade do homem pelo bem alocado. Fontes: Sarah Diamant , Rabino Shimon Brand e Overcoming Folly (chapters 21,22)

Que D’us inscreva a todos no livro da vida para um ano bom e doce com muita saúde , filhos sãos e viáveis sustento e felicidade!!!

Família Diamant

Be the first to comment

Leave a Reply