AS MELHORES DO DIA 04/12 (ACABOU O SEGREDO! O MUNDO APOSTA NO BRASIL!)

Consumo puxará PIB do quarto trimestre no Brasil e hoje é dia de rali mudial nos mercados! Investidores vão comprar tudo com o arrego chines!

“Falas de Trump azedaram o mercado. Tirou o dia para estragar os trades”
Rodrigo Miranda (@rodrigo81)

TPM do Trump ontem não será esquecida…

1- O Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian (LON:EXPN) registrou aumento de 2,9% em outubro, em comparação ao mesmo mês do ano passado. Os dados, divulgados hoje (9), mostram que o resultado foi influenciado principalmente pelas vendas de veículos, motos e peças. Supermercados, alimentos e bebidas também tiveram papel de destaque.
“Apesar de ser uma das menores variações dos últimos meses, no geral, alguns segmentos – como supermercados –, apresentaram bom desempenho graças ao gradativo aumento da renda da população. Já as menores taxas de juros continuam influenciando o acesso a crédito, potencializado nos últimos meses”, disse o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.
As vendas do setor de veículos, motos e peças foram a que tiveram elevação mais expressiva em outubro, de 5,2%, em comparação com o mesmo mês de 2018, seguido por supermercados, alimentos e bebidas (3%), material de construção (2,9%), móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos e informática (2,7%), e tecidos, vestuário, e calçados (2,7%). Já as vendas do setor de combustíveis e lubrificantes tiveram queda de 6%.
No acumulado do ano, de janeiro a outubro, a variação do indicador da Serasa é positiva em 1,4%, em relação ao mesmo período de 2018.

2- Muitas casas elevaram hoje a sua projeção para o crescimento da economia em 2019 e 2020, depois dos números do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2019 terem vindo um pouco acima do esperado.
O indicador cresceu 0,6% entre julho e setembro, na comparação com o segundo trimestre (na margem), enquanto a mediana das estimativas do mercado apontava alta de 0,4%.
Consumo e serviços sustentaram o crescimento, que foi beneficiado ainda pelo início da retomada da construção civil e pela recuperação das perdas da indústria extrativa, provocadas pela tragédia de Brumadinho (MG).
Economistas e instituições consultados pelo Investing.com Brasil estimam que o quarto trimestre deverá ter uma performance semelhante ao terceiro, com um resultado ligeiramente mais forte, impulsionado pela liberação do FGTS.
Diante do resultado mais positivo do terceiro trimestre, foram feitas as seguintes revisões:
Citibank aumentou de 1,8% para 2,2% a sua expectativa para a expansão do PIB de 2020.
XP Investimentos subiu de 1,0% para 1,2% a projeção de crescimento para 2019.
4E Consultoria revisou de 0,6% para 0,8% a sua estimativa de PIB referente ao quarto trimestre de 2019. Para o ano fechado, houve alta de 0,9% para 1,3% na projeção, enquanto para 2020, a perspectiva é de crescimento de 2,8%.
O MUFG (Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc) revisou de 1,0% para 1,2% a projeção para o PIB deste ano, uma expectativa que reforça a expansão de 2,8% esperada para 2020. A instituição informou ainda que o carregamento estatístico (carry over) de 2019 para 2020 subiu de 0,9% para 1,0%. Isso significa que, se a economia mantiver, no próximo ano, o mesmo ritmo de expansão de 2019, ela ainda assim poderá crescer 1,0%. É uma herança positiva deixada de um ano para o outro.
Já o Goldman Sachs elevou de 1,0% para 1,2% a sua projeção para o PIB de 2019; e de 2,2% para 2,3% o PIB de 2020. A partir dos resultados do terceiro trimestre, o banco projeta um carry over de 0,4% para o ano que vem. Porém, a instituição espera que o carregamento estatístico suba para 0,9% com os resultados do quarto trimestre.
Sobre o resultado do terceiro trimestre, o economista da Eleven Financial, Thomaz Sarquis, avalia que o desempenho deve ser comemorado, mas que ressalvas são necessárias, já que parte da surpresa veio de fatores “extraordinários”.
“Em termos estruturais, é bastante visível que há um protagonismo mais forte do consumo, pelo lado da demanda, e dos serviços, olhando para a oferta. Isso significa que a demanda doméstica tem ganhado robustez”, diz Sarquis.
“Nossa projeção era de crescimento de 0,4% para o período, mas creio que o que surpreendeu positivamente foram fatores extraordinários, como a recuperação da exploração do minério de ferro, depois do que ocorreu em Brumadinho”, acrescenta o economista.
Como a base de comparação é muito deprimida, tendo em vista as imensas perdas provocadas pela tragédia, qualquer recuperação, ainda que mínima, acaba gerando um efeito positivo nos números. Em relação ao segundo trimestre, a indústria extrativa mineral cresceu 12%.
Já entre janeiro e setembro, o segmento registra queda de 2,7%. “Estamos recuperando o terreno perdido”, diz Sarquis.
A exploração de petróleo também puxou o resultado da extrativa mineral. Em setembro, houve importação de plataformas.
O efeito base de comparação também explica o desempenho positivo da construção civil, que cresceu 1,3% na margem, puxada por reformas e obras residenciais e empresariais de menor porte. Porém, para deslanchar, o setor precisa que as grandes obras de infraestrutura sejam retomadas.
Sarquis lembra que, apesar do crescimento visto no trimestre, a construção civil ainda está 30% abaixo do seu pico alcançado em 2014.
Apesar disso, a recuperação do segmento conseguiu impulsionar o resultado da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, investimentos), na via da demanda, que avançou 2% no terceiro trimestre, contra o segundo. A produção interna de máquinas e equipamentos também contribuiu para a expansão dos investimentos.
Tanto a construção como a indústria extrativa conseguiram garantir um crescimento de 0,8% do setor industrial como um todo, quando comparado ao segundo trimestre.
Dentro do segmento, quem performou mal foi a indústria de transformação, que teve queda de 1,0% no período. Para o economista da Eleven Financial, isso se explica pelo enfraquecimento da demanda externa provocado pela crise na Argentina e pela guerra comercial entre a China e Estados Unidos, nossos principais parceiros comerciais.
“É por isso que nós temos o desafio de fortalecer a nossa demanda interna, dando prosseguimento à agenda de reformas. Não dará para contar muito com os nossos parceiros externos”, diz Sarquis.

3- O preço da arroba do boi gordo recuou 5,14% em dezembro, com duas baixas seguidas após máximas históricas no Brasil, com as cotações sendo pressionadas por consumidores que estão buscando opções de carne mais barata, informou nesta terça-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).
“Quando tem alta muito brusca do preço, no boi gordo e na carne, tem que olhar a outra ponta, principalmente o mercado consumidor interno. Ele se assustou, é natural, e tem proteínas mais baratas, então realmente tem um efeito da demanda e da renda também”, explicou o analista do Cepea Thiago de Carvalho.
Ele citou que os consumidores receberam a primeira parcela do décimo terceiro, que a economia está melhorando, mas como o preço subiu muito, isso segurou o consumo.
“O preço alto do boi reduz margem para o frigorífico e para o varejo. A carne da classe A e B continua com margem, mas a classe C e D quer preço, e essa alta assusta. Tem dono de lanchonete que cogita tirar o coxão mole do cardápio”, completou.
Para a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o mercado de boi gordo já apresenta sinais de redução após máximas históricas recentes e deve se normalizar em breve para o consumidor.
No mercado futuro, o contrato para março fechou a 194,40 reais a arroba na B3, após máxima de 215 reais em 21 de novembro. O primeiro contrato, o dezembro fechou a 208 reais, após pico de 232,05 reais, em 26 de novembro.

4- A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) votou nesta terça-feira favorável a que a Justiça Eleitoral aceite o uso de assinaturas eletrônicas para a formação de um partido político, iniciativa que pode ter repercussão nos esforços do presidente Jair Bolsonaro de criar sua legenda, a Aliança pelo Brasil. A decisão está sendo tomada em uma consulta formulada pelo deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS) ao TSE. ONDE ASSINA?

5- ARREGO CHINES: Os Estados Unidos e a China estão se aproximando de um acordo sobre a quantidade de tarifas a serem revertidas em um acordo comercial da primeira fase, informou a Bloomberg na quarta-feira, citando fontes.
O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na terça-feira que um acordo comercial com a China pode ter que esperar até depois das eleições presidenciais dos EUA em novembro de 2020, diminuindo as esperanças de uma resolução em breve para uma disputa que pesa sobre a economia mundial.

6- Hoje é dia de rali nos mercados e investidores vão comprar tudo com o arrego chines! Os mercados asiáticos terminaram hoje amplamente mais baixos, com ações em Hong Kong liderando a região. O Hang Seng caiu 1,24%, o Nikkei 225 do Japão caiu 1,05% e o Shanghai Composite da China caiu 0,23%.
Hoje, os mercados europeus estão em geral mais altos, com ações na França liderando a região. O CAC 40 subiu 1,30%, o DAX da Alemanha subiu 1,18% e o FTSE 100 de Londres subiu 0,30%. Futuros americanos apontam para rali na abertura, em Wall Street.

7- Fique de olho nos dados de produção industrial e PMI domésticos, que darão mais detalhes sobre a conjuntura econômica do país. À tarde, serão divulgados o Índice de Commodities do Banco Central e o fluxo cambial semanal. Além disso, a Petrobras realiza investor day em Nova Iorque.

8- Vitreo lança fundo para quem quiser investir na XP … dois produtos que representam uma oportunidade de investimento arrojada”, afirma o gestor.
‘Unlock CCXP’ debate oportunidades de investimento para aquecer mercado
A ansiedade com a ‘CCXP’ não para de subir. A expectativa é enorme, afinal a edição que começa na quinta-feira (5) promete ser a maior da história.
Imaflora: Brasil precisa comprovar eficiência na agricultura de baixo carbono
Bosch estuda investimentos em tecnologia para uso de HVO
BiodieselBR
A multinacional estuda investimentos em soluções tecnológicas voltadas para este tipo de combustível. … É uma oportunidade interessante.
Apostas online: futevôlei é alvo de investimentos em 2019
E podermos aliar nossa marca a uma campeã do esporte é uma grande oportunidade”, afirmou Rodrigo Pires, gestor de marketing da marca.
O Expresso fez as contas e verificou que entre 2016 e 2019 Portugal foi um dois três países europeus com menos investimento público per capita.
Saúde, habitação, IVA da eletricidade: o que escolher?
SoftBank lidera aporte de US$ 100 mi em startup mexicana Konfío
O grupo japonês SoftBank fez mais um grande investimento na América Latina:A oportunidade já é bastante grande no México para o momento
Paraná e Baden-Württemberg vão reforçar cooperação
Será uma boa oportunidade para renovar a cooperação já existente, mas também atrair novos investimentos ao Paraná
Tem vaga? Procurado pelo Flamengo em agosto, Balotelli deve mudar de clube em janeiro
Rede estadual ganha mais 25 escolas em tempo integral
No próximo ano, 62% das vagas da rede estadual de ensino será para escolas
Empresas como a Raia Drogasil abrem 16.000 vagas
Aproximadamente 16.000 vagas estão abertas para profissionais e … capacitar, investir e reter novos talentos que ainda estão na universidade.
Macroeconomia e Investimentos’ É Tema de Webinar Promovido Pela Sodexo Benefícios e Portal Nacional de Seguros
Nesta edição, que terá como tema Macroeconomia e Investimentos,
Santander aposta em logística na carteira de fundos imobiliários de dezembro
Proposta de Cuiabá é prioritária segundo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR)

9- As autoridades de saúde brasileiras aprovaram regulamentos para o registro e a venda de medicamentos à base de maconha em farmácias.
A decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (Anvisa) na terça-feira entrará em vigor em 90 dias e estará sujeita a revisão após três anos.
O objetivo da medida é encontrar uma maneira de garantir o acesso, por meio de assistência farmacêutica, e garantir uma garantia mínima para os usuários dos produtos, afirmou a Anvisa em comunicado.
A estrutura regulatória cria uma nova classe de produtos à base de cannabis, que estarão sujeitos à vigilância da saúde, que devem ser vendidos apenas em farmácias e devem ser prescritos por um médico.
Essas novas regras também especificam os procedimentos para obtenção de diferentes permissões da Anvisa para a fabricação e importação desses tipos de medicamentos, bem como estabelecem os requisitos para a comercialização, prescrição e controle.
A Anvisa também disse que as empresas devem continuar as pesquisas para verificar a eficácia e a segurança de suas fórmulas.
O regulamento aprovado na terça-feira exige que as empresas interessadas em fabricar medicamentos à base de maconha obtenham um certificado de boas práticas, emitido pela Anvisa.
Quem optar por importar o substrato de cannabis para a fabricação do produto deve importar a matéria-prima semiacabada e não pode importar a planta ou parte dela, de acordo com as autoridades brasileiras.
Para monitorar melhor os lotes de medicamentos derivados da cannabis, o Brasil limitou os pontos de entrada dos produtos em seu território.
A Anvisa estava considerando a possibilidade de autorizar o cultivo de cannabis para investigar e produzir medicamentos feitos a partir da planta.
A legislação brasileira proíbe o cultivo, a colheita e o uso de maconha, exceto em casos específicos para fins medicinais e científicos que também precisavam ser endossados ​​pelas autoridades.
Até agora, os pacientes que queriam esses tipos de drogas usavam óleos e extratos à base de canabidiol, substância encontrada na cannabis, conhecida por seus efeitos terapêuticos e que precisava do aval da Anvisa para importá-los.
A planta de cannabis tem uma história de uso medicinal que remonta milhares de anos em muitas culturas.
Existem evidências de que ele pode ser usado para tratar certos tipos de convulsões epiléticas, dor crônica e melhorar o sono.

10- A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira tornar réu o senador e ex-presidente do Senado Renan Calheiros (MDB-AL) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela primeira vez no âmbito da operação Lava Jato.
Os ministros do colegiado, por 3 votos a 2, aceitaram parcialmente a acusação criminal da Procuradoria-Geral da República segundo a qual Renan recebeu doações partidárias por meio de uma empresa com o objetivo de manter o então presidente da Transpetro, Sergio Machado, no cargo. As doações eram propina disfarçada, segundo a PGR. O senador é alvo de outras investigações na Lava Jato no Supremo.
A defesa de Renan negou, durante o julgamento, que ele tenha cometido crimes. Agora réu, o senador responderá a processo neste caso.

11- Os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, disseram que deixarão as funções executivas na empresa-mãe da plataforma online Alphabet (NASDAQ: GOOGL), entregando controle total ao CEO Sundar Pichai. Eles ainda estarão no quadro da Alphabet e terão controle efetivo sobre as decisões da empresa, sob a estrutura de compartilhamento de duas camadas da Alphabet.
A medida ocorre quando os negócios do Google enfrentam um escrutínio regulatório cada vez mais intenso, não apenas pelo poder de mercado e possíveis abusos, mas também pela cultura corporativa que os fundadores presidiram.
Em um e-mail de despedida, os dois disseram que continuariam em contato regular com Pichai.
As ações da empresa subiram 24% até agora este ano e foram pouco alteradas nas negociações após o horário comercial na terça-feira.

12- Manchetes dos jornais:
Bolsonaro aposta no fortalecimento da economia de olho em 2022 – Sinais de retomada do crescimento fazem o presidente Jair Bolsonaro se animar para buscar um novo mandato – Correio Braziliense
Senadores vão pedir para CCJ votar 2ª instância na semana que vem – O Estado de S. Paulo
Previdência dos militares pode ser votada hoje no plenário do Senado – Correio Braziliense
Paulo Guedes é remédio para depressão, diz Osmar Terra – Folha de S. Paulo
PSL pune bolsonaristas e dissolve diretório – Valor Econômico
Haddad foi o maior alvo de ações por suspeita de propagar fake news, seguido de Bolsonaro – Folha de S. Paulo
Escolha de líder do PSDB reedita embate entre Aécio e Doria – O Estado de S. Paulo
TSE aprova assinaturas digitais para criação de partidos, mas impõe condições – Valor Econômico
Justiça valida delação de hacker que mirou Lava-Jato – Valor Econômico
Duplicata há muito não fomenta o crédito, diz BC – Valor Econômico
Petrobras prepara venda de mais ações da BR – Presidente da estatal faz balanço do ano, diz que prevaleceu a liberdade de preço e celebra vitórias – Valor Econômico
Braskem Idesa vai quitar empréstimo com o BNDES – Valor Econômico
Engie e Inframerica assinam contrato para trocar diesel por energia limpa no Aeroporto de Brasília – O Estado de S. Paulo
Echoenergia planeja investir R$ 1 bi em usina eólica no RN – Valor Econômico
Geru atinge R$ 1 bilhão em empréstimos concedidos – O Estado de S. Paulo
Caso de Goiás é exceção em setor que respeita regras, diz presidente da Enel – Valor Econômico
Itaú BBA avança sobre empresas de médio porte – Valor Econômico

Bons Negócios !!__________________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply