AS MELHORES DO DIA 25/03 (F18 NÃO IDENTIFICADO INVADE O IRÃ)(VÍDEO INÉDITO)

O que mexe com os mercados hoje? O pacote de estímulo trilionário proposto pelo governo americano finalmente foi aceito pelo Senado . A medida injeta ânimo nos mercados acionários globais. As bolsas asiáticas fecharam em alta. Os índices futuros em Wall Street chegaram a operar em forte alta, mas perderam força no começo da manhã. No Brasil, os investidores digerem o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro.

1- SEATTLE, Estados Unidos (Reuters) – O vice-presidente financeiro da Boeing, Greg Smith, afirmou nesta terça-feira que a aquisição do controle da divisão comercial da fabricante brasileira de aviões Embraer (SA:EMBR3) continua estrategicamente importante para a companhia norte-americana.
“Como você sabe, estamos no meio do processo de aprovação regulatória e portanto continuamos a monitorar isso e trabalhar de perto com a equipe da Embraer”, disse Smith em entrevista à Reuters.
“Estrategicamente, ainda é uma grande parceria e temos que superar os obstáculos regulatórios e vamos ver quanto tempo isso levará. Ainda é uma prioridade para nós”, acrescentou o executivo.

2- A Força de Defesa Aérea do Exército Iraniano alertou sobre um jato F-18 “intruso” pertencente a um país não identificado em 20 de março.
Um vídeo divulgado pela República Islâmica do Irã Broadcasting (IRIB) na sexta-feira mostra um jato F-18 se aproximando do espaço aéreo iraniano no sul, sendo espantado pelos militares várias vezes, forçando-o a recuar.
Teerã ameaçou destruir o caça se mantivesse seu caminho inicial em direção ao Irã, segundo a mídia local.

3- O Senado aprovou nesta terça-feira (24) a Medida Provisória (MP) 899 de 2019, que trata da renegociação de dívidas com a União. A MP foi aprovada por unanimidade, com 77 votos favoráveis e nenhum contrário. O texto vai à sanção presidencial e, com isso, o governo tenta reaver parte das verba de dívidas de difícil recuperação. Isso poderá ser feito facilitando a renegociação dos contribuintes com o fisco, podendo aplicar descontos e parcelamento dos débitos.
A expectativa do governo é regularizar a situação de 1,9 milhão de contribuintes, que devem R$ 1,4 trilhão nessa modalidade. A MP foi assinada em outubro pelo presidente Jair Bolsonaro. À época, ele disse que além de “dar uma segunda chance a quem não deu certo no passado e tem uma dívida grande”, a MP está “ajudando muitos magistrados pelo Brasil que têm sobre sua mesa uma quantidade enorme de processos que tratam de natureza tributária”.

4- A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira um pacote de medidas especiais em resposta à pandemia de coronavírus, incluindo a suspensão por 90 dias de cortes do serviço de eletricidade por inadimplência para consumidores residenciais e serviços essenciais.
As medidas, aprovadas em reunião extraordinária de diretoria do regulador realizada por meio de videoconferência, incluem também a flexibilização pelo mesmo prazo de algumas obrigações das distribuidoras de energia, como de atendimento presencial a clientes e entrega de faturas a domicílio.

5- A Raytheon ganhou um contrato para modernizar sete radares de vigilância da Força Aérea Brasileira em toda a Amazônia.
A empresa atualizará sete radares herdados para o sistema de radar de vigilância secundária Monopulse de última geração, o Condor Mk3, aumentando a eficiência e reduzindo o consumo de energia elétrica.
O novo Condor Mk3 apresenta novos recursos, como controle de potência adaptativo automático, software totalmente configurável, um transmissor de ciclo de serviço pesado e ADS-B embutido, tudo em uma área muito menor.
Os radares herdados foram instalados anteriormente pela Raytheon no início dos anos 2000 no âmbito do projeto Sistema Brasileiro de Vigilância da Amazônia e estão em operação contínua desde sua instalação.

6- Os investidores deixaram um pouco de lado a pandemia de coronavírus, cada vez mais intensa na Europa e nos Estados Unidos e avançando no Brasil, favorecendo uma correção nos mercados, com fortes altas nas bolsas ontem. Os mercados se agarraram à expectativa de aprovação pelo Senado americano do pacote de ajuda de US$2 trilhões proposto pelo presidente Donald Trump para atenuar os impactos da epidemia, que já paralisa boa parte da economia do país.

7- Hoje saem dados do setor de Serviços no Brasil de janeiro, que vão mostrar como estava o setor, um dos mais afetados pela epidemia, antes da chegada do vírus. A Sondagem do Comércio da FGV também pode mostrar o impacto na atividade. Já o IPCA-15 de março, prévia da inflação oficial, mostrará o espaço que o Copom terá para cortar os juros um pouco mais este ano. Hoje também saem dados do BC de contas externas, com números do déficit de contas correntes e investimentos diretos estrangeiros.

8- No exterior, o índice IFO de clima de negócios na Alemanha pode servir de gatilho para o governo anunciar um pacote de ajuste contra o coronavírus. Nos EUA, os dados de encomendas de bens duráveis de fevereiro e preços de residências de janeiro podem aumentar as preocupações dos investidores. Já no cenário político, os atritos entre o presidente Jair Bolsonaro e os governadores no combate ao vírus, que já tem mais de 2.201 casos confirmados e 46 mortos, continuarão no centro das atenções pois podem enfraquecer ainda mais o Executivo e sua capacidade de aprovar as reformas.

9- Ambev, Magalu, Embraer e Notre Dame têm maior caixa líquido entre empresas abertas – Se dinheiro em caixa é o desejo de toda companhia nesse momento de crise, algumas podem respirar mais aliviadas do que outras. Há na Bolsa brasileira um seleto grupo de companhias com caixa líquido, com a fabricante de bebidas Ambev liderando o ranking, conforme levantamento feito pelo Estadão/Broadcast, com dados da Economatica e os balanços das companhias – O Estado de S. Paulo

10- O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, decidiu pelo confinamento total do país com 1,3 bilhão de habitantes durante três semanas para conter o avanço do coronavírus. A decisão foi anunciada nesta terça-feira. “A partir de meia noite, todo o país está confinado. Para salvar a Índia, para salvar cada cidadão, a vocês e suas famílias”, afirmou Modi em um discurso transmitido pela televisão. A polícia impôs interdições em grandes partes da Índia e toques de recolher em alguns locais, e as autoridades de saúde alertaram que o coronavírus está se propagando das grandes metrópoles onde surgiu para cidades pequenas. Pesquisadores de saúde alertaram que mais de um milhão de pessoas da Índia poderão estar infectadas com o coronavírus até meados de maio. O país já cortou as ligações aéreas internacionais, e os voos domésticos serão interrompidos à meia-noite na tentativa de deter a disseminação. A Índia detectou 485 casos de coronavírus, e nove pessoas morreram da doença.

11- Os ativos de risco oscilavam na manhã desta quarta-feira cheia de dados econômicos e balanços corporativos no Brasil e mundo afora. Dava sustentação às altas a notícia de que altos funcionários do governo do presidente americano Donald Trump e líderes do Senado chegaram a um acordo na madrugada para votar, hoje, o pacote de US$2 trilhões em estímulos econômicos para combater os efeitos do coronavírus na maior economia do mundo. Agora há pouco, o mercado operava em queda, cumprindo o velho adágio de “comprar no boato e vender no fato”, de acordo com um gestor sediado em Londres. “Ainda acho cedo para afirmar que estamos diante de um ponto de inflexão,” diz o sócio da TAG Investimentos, Dan Kawa. Cumprida a primeira condição para uma inversão de tendência – a votação do pacote no Congresso americano -, o mercado partirá para a próxima, seja uma estabilização nas infeções do coronavírus na Itália, na Espanha e nos EUA, seja a descoberta de um tratamento ou de um remédio que ponha um freio nas infecções. Enquanto isso, os dados mostram que a doença está sendo uma hecatombe para a atividade global.

12- Para membros experientes do TC, nosso mercado deve andar ao ritmo do exterior. Mas, alertam, o pronunciamento à nação do presidente Jair Bolsonaro de ontem à noite, de tom agressivo, irônico e desafiante, pode infeccionar – desculpem o trocadilho – o sentimento. Em cadeia nacional, Bolsonaro reforçou que vem tentando evitar o pânico com a chegada do coronavírus e parabenizou a imprensa por, supostamente, ter mudado de postura: “Antes, usando a Itália para disseminar o pavor; agora, pedindo calma e tranquilidade, como se tivesse capitulado à ‘razão’ dele”, disse Leopoldo Vieira, analista político da IdealPolitik. Bolsonaro “manteve sua narrativa, buscando desestimular o impacto econômico pela aversão das pessoas ao risco de contaminação, sustentou a polêmica com os governadores e a cobertura da mídia, para ter quem responsabilizar pelo desastre à vista, mas que, justiça seja dita, pode ser evitado se for descoberto medicamento ou vacina”, disse. O presidente não anunciou medida nova, mas reiterou que o foco é proteger a economia, os empregos e as condições de vida. Para ele, os governadores, seus maiores desafetos, precisam estancar as medidas de isolamento social e o fechamento indiscriminado de estabelecimentos.

13- Jornais: Bolsonaro ataca governadores e pede ‘volta à normalidade’ – Valor Econômico
‘A verdade é que o pior da crise ainda não chegou’, diz Doria – O Globo
Partidos discutem uso do fundo eleitoral para combate ao coronavírus – O Estado de S. Paulo
Paulo Guedes sofre questionamento na própria equipe da Economia – Folha de S. Paulo
Segundo dados da ANP, apesar de ter registrado oito quedas consecutivas, o valor do combustível no varejo até a semana passada está apenas 3,87% menor do que há um ano atrás – O Estado de S. Paulo
Ibovespa perde R$ 1,6 tri com crise do coronavírus – Valor Econômico
Quarentena começa, e bares e restaurantes já demitem – Folha de S. Paulo
Com restrições causadas pelo coronavírus, consumidor pode pedir cancelamento de serviços sem ônus – O Estado de S. Paulo
Pão de Açúcar contrata trabalhadores temporários no coronavírus – Folha de S. Paulo
Dono do Madero: ‘Não me arrependi em nada do que falei’ – O Globo
João Miranda anuncia saída do comando da Votorantim – Valor Econômico
Bancos podem manter dinheiro parado – O Estado de S. Paulo

Bons Negócios !! _____________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply