AS MELHORES DO DIA 21/05 VÍDEOS MOSTRAM PADRE CONTRA SATANÁS LULA PEDINDO MAIS MORTES

As small caps foram as estrelas do bull market passado. Seu índice subiu mais do que o Ibovespa no ano passado. Quando a bolsa virou para o bear market, foi o contrário. Elas apanharam mais que as empresas do Ibovespa. Normal…  
Mas será que cabe uma small cap na carteira neste momento de tantas incertezas?

1- O município de Niterói, no Grande Rio, iniciou hoje (21) um processo de flexibilização das regras de isolamento social.
A cidade havia entrado em lockdown (bloqueio de todas atividades não essenciais) no último dia 11, devido ao agravamento da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no estado do Rio.
Segundo a prefeitura, a saída do lockdown segue um plano desenvolvido por técnicos municipais, representantes dos empresários e especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
No plano adotado por Niterói, o município seguirá um sistema de cores: vermelho (lockdown), laranja, amarelo e verde (normalidade).
Hoje, a cidade entrou no nível laranja, que permite que algumas atividades não essenciais voltem a ser realizadas, mas com restrições.
As autoridades sanitárias do município continuarão acompanhando a curva de casos de covid-19, para definir se fica no nível laranja, retorna ao vermelho ou progride para o amarelo.
De acordo com a prefeitura, o município só retomará o nível verde quando houver uma vacina contra o novo coronavírus.
O mesmo sistema de cores foi adotado ontem pelo estado do Rio de Janeiro, de acordo com a ocupação de leitos hospitalares e curva de contaminação: vermelho, amarelo e verde. A diferença é que o estado está no nível vermelho, mas o governador não decretou lockdown.

2- A preocupação com a escalada das tensões geopolíticas e comerciais entres os Estados Unidos e a China, assim como o salto nas infecções globais de coronavírus, que atingiram 5 milhões nesta madrugada, disputam a atenção dos investidores agora de manhã. Após um pregão majoritariamente no vermelho na Ásia, as bolsas caem na Europa e puxam os futuros dos índices acionários americanos – que apontam para abertura em queda de mais de meio ponto percentual. O dólar americano se valoriza ante moedas pares e de países emergentes, prenunciando alguma alta por aqui, em dia de baixo volume esperado. Por outro lado, compensa um pouco o otimismo em relação à reabertura das maiores economias do planeta e algum progresso nas vacinas. A AstraZeneca recebeu mais de US$1 bilhão dos EUA para desenvolver uma vacina. O petróleo e o minério de ferro continuam inabaláveis, enquanto cobre, platino e ouro recuam entre as mercadorias metálicas. A volatilidade, medida pelo índice VIX, se estabiliza por volta dos 30 pontos.

3- As recentes fricções nas relações sino-americanos se tornam mais um elemento de ruído para um mercado ainda machucado pelo impacto econômico da pandemia do coronavírus e pela crise do petróleo. O presidente americano Donald Trump alimentou as tensões ao criticar seu colega chinês, Xi Jinping, dois dias antes da mais importante reunião política do ano no país asiático. O tom da disputa deve piorar antes da eleição americana, em novembro, disseram gestores e membros experientes do TC. Com Trump procurando um segundo mandato, “não se trata de melhorar a segurança econômica das empresas ou dos cidadãos americanos, mas de escalar um conflito comercial motivado pela política”, disse Stephen Roach, ex-presidente do conselho do Morgan Stanley na Ásia à rede americana CNBC. Como explicaremos depois, as implicações da disputa estão se ampliando – colocando em risco a Fase I do acordo comercial assinado em janeiro. Sempre que houve ruído ou ameaça de ruído quanto à guerra comercial, os ativos brasileiros sofreram.

Bons Negócios !! _____________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply