AS MELHORES DO DIA 22/05 ARGENTINA DEU CALOTE! CHINA VAI P/ CIMA DE HONG KONG! VÍDEOS INÉDITOS

1- A Argentina planeja alterar sua oferta aos credores para reestruturar US $ 65 bilhões em dívida externa, com negociações em um curso positivo, apesar de haver uma “distância importante” a ser coberta, disse à Reuters o ministro da Economia Martin Guzman.
As negociações, que estão em um estágio crucial, são fundamentais para que a Argentina evite um forte incumprimento que poderia arriscar bloquear o produtor de grãos do mercado internacional de capitais, já que sua economia já frágil sofre com a pandemia de coronavírus.
O governo do país sul-americano estendeu na quinta-feira o prazo para as negociações até 2 de junho, depois que uma oferta inicial de reestruturação não obteve apoio suficiente. O país também deve perder pagamentos de títulos vencidos na sexta-feira.

2- Os mercados de ações europeus caem fortemente na sexta-feira , quando a China publicou um projeto de proposta de lei que poderia significar o fim efetivo do status especial de Hong Kong, arriscando mais desordens civis lá e profundas consequências negativas para as relações entre a China e o Ocidente, especialmente os EUA. Da noite para o dia, a China anunciou planos para impor nova legislação de segurança nacional a Hong Kong, a fim de estreitar seu controle sobre a cidade semi-autônoma.
A decisão provocou um aviso do presidente Donald Trump de que Washington reagiria “fortemente” contra a tentativa de obter mais controle sobre a ex-colônia britânica. O Senado dos EUA publicou um projeto de lei com apoio bipartidário que sancionaria as autoridades chinesas que implementam a lei.
Washington já intensificou sua retórica contra a China sobre o coronavírus em meio a outros pontos de diferença nas últimas semanas. Isso levantou preocupações de que o acordo comercial firmado entre os dois países em janeiro pudesse em breve ser rejeitado, trazendo de volta a guerra comercial que assolou os mercados durante boa parte do ano passado.

3- O Partido dos Trabalhadores (PT) foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação com o objetivo de proibir o presidente Jair Bolsonaro e integrantes do governo federal de indicar  medicamentos que ainda não têm eficácia comprovada contra o novo coronavírus, como, por exemplo,  o antimalárico cloroquina, ou o vermífugo nitazoxanida.

Bons Negócios !! _____________Yochanan Pinchas

Be the first to comment

Leave a Reply